Relação professor x aluno: Se interesse por seus alunos e eles se interessarão pelo conhecimento

 

Já se foi o tempo em que os alunos iam para escola receber um mundo de informações, faziam deveres, o professor os corrigia e por aí se encerrava a relação com o conhecimento. Isto é, se é que um dia esse modelo existiu. Ir à escola é mais que cumprir tarefas e deveres, é o momento que o aluno tem para se relacionar, discutir ideias e fazer suas descobertas.

O professor tem um papel social no processo de aprendizagem de seus alunos. Ele é um orientador que vai ajudá-los a se tornar críticos e descobrir suas habilidades e limitações. Para prender a atenção desses jovens e, consequentemente, lhes passar conhecimento, é preciso construir uma relação saudável com cada um, de maneira “personalizada”.

Afeto, segurança e bom humor podem levar o aluno a se interessar mais pela escola. E, sem dúvidas, a boa relação entre professores e alunos já é um fator de motivação. Conhecer seus alunos permite que os professores planejem melhor suas aulas, afim de alcançar a cada um individualmente, mesmo estando em um ambiente coletivo.

Saber o que os alunos pensam de você e do seu método de dar aula pode ajudar a melhorar seu lado profissional e auxiliá-lo nas mudanças em seus métodos. A sala de aula é um espaço de trocas de informações e experiências entre alunos e professores.

Para simplificar ainda mais o processo de interesse do aluno pelo conhecimento, confira 10 dicas que vão te dar uma ajudinha em sala de aula:

 

1. Ouça seus alunos

Conhecer os interesses de seus alunos te ajuda a preparar aulas pelas quais eles se interessem. Ouça-os, questione-os e descubra como fazer seu conhecimento chegar até eles.

 

2. Aulas interativas

Você possui o conhecimento didático, mas certamente seus alunos também têm algo a agregar em cada aula. Envolva-os com o conteúdo e proponha interações durante a aula, seja através de perguntas, jogos, grupos de discussões etc.

 

3. Atualidades

O mundo está conectado e uma notícia corre os quatro cantos em questão de segundos. Por que não levar esses assuntos para sala de aula?

 

4. Movimente os estudantes

Ninguém merece ficar horas sentado. Proponha atividades práticas que façam os alunos se movimentar, tornando as aulas mais divertidas e interessantes.

 

5. Resumo da aula

Ao fim de cada aula proponha, de forma criativa, que os alunos façam um resumo do que foi visto. Assim, além de chamar a atenção deles para o que você está falando, é possível avaliar o nível de conhecimento de cada um.

 

6. Foco no Aluno

As aulas devem ser planejadas pensando no aluno – e não na matéria a ser dada. O professor deve ser um facilitador do aprendizado, e não o doador de todo o conhecimento. Ensine seus alunos a pensar de forma crítica.

 

7. Sem ameaças

Ameaçar o aluno com notas ou expulsão não mostra a autoridade do professor: o coloca atrás do sistema, e o aluno pode até mesmo perder seu respeito.

 

8. Respeito

A relação de respeito deve partir de ambas as partes. Tanto o aluno precisa conhecer os limites do professor quanto o professor, o do aluno.

 

9. Acordo de boas práticas

Já ouviu a expressão “O combinado não sai caro?”. Pois bem: ela se aplica bem à sala de aula. Faça acordos com seus alunos; assim, se eles passarem dos limites você poderá fazer suas exigências.

 

10. Inove

Assim como cansamos de uma rotina de trabalho, os alunos também se cansam da sala de aula. Inove na sua forma de passar o conteúdo, seja através de vídeos, histórias, realidade aumentada ou qualquer outra ferramenta que possa surpreendê-los de maneira positiva.