7 fatos sobre Aprendizagem Adaptativa

5 de janeiro de 2015
fatos sobre aprendizagem adaptativa

Numa instituição de ensino, professores, diretores e alunos têm suas respectivas responsabilidades – e o cumprimento destas é que faz com que haja harmonia nos resultados finais. Com a modernização das práticas pedagógicas, a Aprendizagem Adaptativa passou a fazer parte da realidade desses públicos. Mas, além deles, ainda há outro profissional que será impactado por esses avanços: o coordenador pedagógico.

A Aprendizagem Adaptativa tem o objetivo de instruir cada aluno com base em suas necessidades individuais, independentemente do seu nível de aprendizagem ou de sua condição socioeconômica. Para que a prática de ensino adaptativo se torne realidade em todas as instituições, a iniciativa dependerá fortemente do apoio de professores, administradores, pais, comunidade e, claro, dos coordenadores pedagógicos.

Através das práticas da Aprendizagem Adaptativa, a absorção do conhecimento se torna mais prazerosa e eficiente para os estudantes. Hoje já se pode contar com provas e exercícios adaptados ao nível individual do aluno, que personaliza ainda mais o aprendizado.

fatos sobre aprendizagem adaptativa

 

Listamos sete fatos sobre a prática que seu coordenador pedagógico vai gostar de descobrir – e, com certeza, essa lista vai convencê-lo das melhorias que podem ser conseguidas através da Aprendizagem Adaptativa.

  1. Em breve, com a convergência da Aprendizagem Adaptativa e do Data Mining (exploração e análise de bases de dados), será possível explorar correlações entre aprendizagem e conteúdo, permitindo a atuação sobre ambos de forma quase científica.
  2.  A Aprendizagem Adaptativa propõe mudanças pedagógicas, onde o estímulo da criatividade e participação dos alunos fica cada vez mais em evidência.
  3. Já existem diversos materiais educacionais digitalizados, e com a Aprendizagem Adaptativa será possível sugerir novos caminhos para os estudantes aprenderem, sem necessariamente estarem em sala de aula.
  4. Estudos preveem o uso do Big Data para a análise de rastros de dados e estatísticas de estudantes na web a fim de melhorar a Aprendizagem Adaptativa.
  5. Textos, vídeos e áudios já devem ser utilizados como recursos na prática do ensino adaptativo.
  6.  Com a aplicação da Aprendizagem Adaptativa é  possível instruir cada aluno com base em seus pontos fortes e fracos.
  7.  As práticas pedagógicas devem ser baseadas em técnicas instrutivas sobre as necessidades de cada aluno.