As melhores empresas de aplicativo para professores e alunos

1 de março de 2016
aplicativo para professores e alunos

A educação ganhou, nos últimos anos, uma ferramenta que pode ser considerada forte aliada na difusão do ensino e no estímulo ao aprendizado: os aplicativos. Podendo ser acessados em PCs, smartphones ou tablets, empresas de todo o país e também o poder público passaram a considerar que essas ferramentas podem simplificar o dia-a-dia de professores, seja no auxílio à realização de tarefas burocráticas, como correção de provas fechadas, ou como um elemento a mais que pode auxiliar no aprendizado de alunos, como as ferramentas de gravação do conteúdo de uma aula passado pelo professor.

A revolução tecnológica pela qual estamos passando também atingiu o ensino e é fundamental que saibamos incluir a tecnologia na sala de aula sem que o aprendizado fique comprometido. Ao contrário, o uso dessas ferramentas podem se revelar indispensáveis na educação de crianças e adolescentes que nasceram em um contexto em que a tecnologia é parte intrínseca de suas vidas. No artigo de hoje recomendamos cinco desses aplicativos que têm o melhor custo-benefício para os professores. Boa leitura!

aplicativo para professores e alunos

Prova Fácil: corrigindo questões fechadas de forma automática

Elaborado pela Prova Fácil, uma empresa brasileira de tecnologia para a educação, o Prova Fácil apresenta uma vantagem importantíssima para os professores que têm que se desdobrar entre diversas turmas, séries e escolas para dar conta do recado: a economia de tempo por meio da correção de provas de múltipla escolha.

Com o software instalado em seu computador ou no smartphone, você elabora uma prova de múltipla escolha seguindo critérios que atendem perfeitamente à sua necessidade, como a quantidade e a dificuldade das questões, por exemplo. Depois de diagramada, é hora de preencher o gabarito oficial da prova, que vai servir como espelho na comparação com as questões marcadas pelos alunos. Depois disso, você envia o teste para seus alunos (por email) e espera receber o gabarito preenchido por eles. A correção, dessa forma, é totalmente automática, sem necessidade de ficar comparando um espelho de correção com outro. O trabalho fica por conta da câmera do seu smartphone – que vai escanear a prova – e do software, que vai comparar as respostas marcadas, corrigí-las e gerar o resultado com percentual de questões acertadas e erradas.

Imaginie: o corretor de redações que prepara seus alunos para o Enem

Continuando na esfera da correção de provas, o Imaginie cumpre o mesmo objetivo quando o tema é redação. Esse é um dos grandes temores dos estudantes que estão se preparando para o Enem – fazer uma redação coesa e coerente, sem erros gramaticais, que obedeça ao tema proposto, de fácil leitura e que, no fim, receba uma boa pontuação. Para se ter uma ideia da dificuldade enfrentada pelos estudantes brasileiros com o tema, mais de 53 mil candidatos do Enem 2015 simplesmente tiraram zero na redação.

O Imaginie funciona equilibrando três pilares essenciais na educação: alunos, escolas e os corretores (que fazem as vezes de professores, no caso das correções de redação). Os alunos podem praticar escrevendo textos que serão corrigidos por professores com base nos critérios exigidos e adotados pelo Ministério da Educação para a correção do Enem. Os corretores recebem certificado, podem trabalhar de casa, e são remunerados por cada redação que corrigirem. Já as escolas podem adotar o sistema como mecanismo imparcial de correção dos textos, com a vantagem de estarem preparando seus alunos para o exame mais importante do país.

aplicativo para professores e alunos

Replay4me: compartilhe seus ensinamentos com áudio e vídeo

Há quem prefira manter anotado no caderno todo o conteúdo passado em sala de aula. No entanto, esse hábito muitas vezes pode gerar uma dispersão de foco. Em vez de se concentrar no conteúdo do tema, o aluno fica compenetrado em anotar o que está escrito. Na hora de revisar a matéria, como a explicação não foi bem absorvida, o aprendizado fica comprometido com as lacunas geradas pela desatenção durante a aula. Com o Replay4me, o aluno pode contar com uma ajudinha a mais na hora do estudo: gravar o conteúdo presencial e repassá-lo quantas vezes for necessário.

A ferramenta conta com três opções. A primeira é o “Replay”, que permite ao aluno revisar as aulas presenciais por meio das gravações de tudo que aconteceu dentro da sala em áudio e vídeo. Tem algum momento mais importante dentro do que foi discutido com o professor? Há uma opção de marcação no vídeo, para achar o trecho mais rapidamente. A segunda é chamada de “repeteco”, que permite aos alunos possam tirar dúvidas com seus professores. As perguntas podem ser feitas por texto, áudio, com gravação da voz, ou mesmo por vídeo. Por fim, está a “revisa”, voltada para quem está se preparando para exames como o Enem, vestibulares ou concursos públicos.

Um trunfo importante do Replay4me é a possibilidade de compartilhamento. Dessa forma, professores podem gravar suas aulas e, imediatamente, após o sinal que anuncia o fim da aula, conseguem enviar o conteúdo para os alunos.

Árvore: fazendo da leitura de e-books um hábito

Os livros digitais são ferramentas que estão revolucionando a alfabetização e os hábitos de leitura em todo o mundo. Com a popularidade dos equipamentos eletrônicos portáteis – como tablets, smartphones ou eReaders – ficou mais fácil obter acesso a livros didáticos ou de qualquer outro tipo. Uma vantagem é que eles podem ser levados para qualquer lugar e acessados de forma prática. A Árvore de Livros é uma plataforma que trouxe para o meio digital, a lógica das bibliotecas. Ela permite ao assinante ler uma quantidade enorme de e-books fazendo uma espécie de empréstimo virtual.

Presente em mais de 800 instituições de ensino no país, a Árvore tem um catálogo de mais de 14 mil obras literárias entre clássicos, contemporâneos, best-sellers, lançamentos e etc. Uma vantagem é que, dependendo do perfil da sua escola e de seus alunos, o serviço pode ser personalizado, para destacar aquelas obras que têm mais a ver com o tipo de aprendizado que a escola busca no dia-a-dia.

aplicativo para professores e alunos

Educacross: Como os jogos podem ajudar no aprendizado?

O Game-Based Learning (GBL) é um sistema de ensino que utiliza os “games” como ferramenta auxiliar no aprendizado de alunos. Esse método tem crescido bastante nos últimos anos e, especialmente, dialoga com uma nova geração de alunos que têm características bem diferentes dos estudantes do século passado.  Professores modernos estão atentos à nova geração de alunos, formada por crianças e adolescentes que já nasceram em plena revolução tecnológica e cresceram convivendo com ambientes digitais, todo tipo de equipamentos e com internet já bastante popularizada. Isso quer dizer que a palavra de ordem dessa nova geração é: interatividade.

E é justamente isso que oferece o Educacross. Partindo de estatísticas que mostram um quadro de gravidade sobre a educação brasileira – e sobretudo sobre o aprendizado de alunos – as ferramentas que usam o GBL atuam para garantir que jogos divertidos e ensino podem, sim, andar juntos. Os games buscam atrair interesse maior dos estudantes, ao mesmo tempo em que informações e conteúdos valiosos são apreendidos por eles em um momento de “lazer”.

Todos os aplicativos acima estão disponíveis no “Kit Volta às Aulas”, um site que reúne as melhores indicações de ferramentas fundamentais para que você possa se atualizar e garantir um melhor rendimento dentro de sala de aula. No site (www.kitvoltaasaulas.com.br) você encontra preços especiais.