Aplicativos educacionais: uma maneira de inovar suas aulas em 2019

13 de junho de 2017
aplicativos educacionais

Os jovens andam cada vez mais conectados e tem ficado difícil prender a atenção deles com as metodologias antigas de ensino. Para acompanhar essas mudanças, inovações tecnológicas têm proporcionado maneiras mais eficientes de compartilhar conhecimento com os alunos.

Algumas ferramentas podem contribuir para que sua aula seja mais atrativa e interativa. Confira 11 aplicativos educacionais para inovar suas aulas em 2019!

aplicativos educacionais

Educreations

Esse app transforma seu tablet em um quadro branco interativo, o que possibilita a criação de apresentações com narrativas, imagens, desenhos e legendas que podem ser editadas durante a aula. Para inserir diferentes mídias, basta utilizar a câmera do iPad ou arquivos salvos na biblioteca ou no Dropbox. São criados slides que suportam anotações a até mesmo gravações de voz, de acordo com o interesse do professor.

É possível projetar as aulas criadas e também enviá-las por e-mail para os alunos. As lições também podem ser salvas em um banco ou compartilhadas no Facebook e no Twitter.

ICell

O aplicativo, que pode ser utilizado em tablets, oferece uma visão de dentro da célula. É possível escolher detalhadamente três níveis de estruturas celulares: animal, planta e bactéria. O usuário também pode dar zoom em organelos particulares para aprender sua função na célula.

Kahoot

Você deve se lembrar do “Show do Milhão” ou ter assistido ao filme “Quem quer ser um milionário”. Bem, essa é a lógica do Kahoot. Com ele, o professor pode criar uma série de perguntas de múltipla escolha, relacionadas ao tema desejado, que podem incluir imagens ou vídeos.
A pergunta e as alternativas são exibidas na tela do projetor e os alunos precisam escolher a resposta correta em seus celulares, tablets ou kindles.

Earth-Now

O Earth-Now permite a visualização de dados climáticos globais, quase em tempo real, recebidos de satélites da NASA. Estão disponíveis informações como a temperatura do ar, salinidade do mar, níveis de monóxido ou dióxido de carbono, campo de gravidade, camada de ozônio, variações do nível do mar e vapor de água.

aplicativos educacionais

Atomkraft

Vai falar sobre fontes de energia? O Atomkraft disponibiliza informações sobre as usinas nucleares espalhadas pelo mundo: quantas são, onde estão localizadas, início de operação e ano de desligamento, produção bruta de energia (MW), entre outros dados. Confira algumas sugestões de uso da ferramenta aqui.

Sistema Solar Via

Esse simulador de realidadefaz uma reconstrução virtual aumentada da estrutura do Sistema Solar, planetas, Sol e suas características. O aplicativo funciona em três passos: primeiro, você imprime um marcador, que possibilitará a visualização em realidade aumentada. Em seguida, direcione a câmera para a folha impressa. O Sol e os planetas aparecerão em movimento e, com um clique, você terá informações de cada um deles.

The Elements: A Visual Exploration

O aplicativo para IOs é baseado no livro “The Elements”, do fotógrafo Theodore Gray. Ele exibe a tabela periódica com uma pequena amostra dos elementos químicos e detalhes de forma e cor, além de informações como peso atômico, densidade, ponto de fusão e de ebulição e meia-vida.

Os dados apresentados não são alimentados pela internet, mas pelo WolframAlpha, um motor que retorna respostas obtidas por cálculos dinâmicos baseados em algoritmos. O app também fornece descrições sobre as aplicações do material, a história de sua descoberta e fotografias de vários objetos que representam o elemento. As imagens podem ser rotacionadas e vistas em 3D com a utilização de óculos apropriados.

ApowerMirror

Mostrar vídeos, imagens e outras ferramentas no celular para os alunos se torna fácil com o ApowerMirror. Ele permite a exibição em tempo real de tudo o que está na tela do seu smartphone em uma tela maior. O programa pode ser usado em Mac e Windows PC, além de dispositivos Android. Os usuários de iPhone podem usar o aplicativo para desktop via AirPlay.

ThingLink

Criar imagens interativas é o objetivo do ThingLink. Com ele, é possível adicionar links, áudios, vídeos, perfis de redes sociais, textos e outros conteúdos relacionados às imagens subidas para a plataforma. Dessa forma, o professor pode criar apresentações visuais e experiências imersivas criando tours virtuais, mapas interativos, guias de estudo e outros recursos.

Aplicativos educacionais

Stack the Countries

Com o Stack the Countries, a disciplina de geografia fica mais interativa. Com a ajuda dele, os estudantes podem identificar continentes, países, capitais, bandeiras, curiosidades e localização geográfica de maneira dinâmica.

Minecraft para a Educação

Muitos dos seus alunos devem jogar Minecraft, jogo eletrônico que permite a construção usando blocos dos quais o mundo é feito. Agora, é possível usá-lo em sala de aula! Com o Minecraft para educação, os alunos trabalham em grupo para resolver problemas; podem experimentar em um ambiente desafiador e baseado na prática, o que estimula a criatividade; além de ser um ambiente já conhecido por muitos estudantes e que vai engajá-los.

Disciplinas como matemática e artes visuais são algumas das quais podem ser beneficiadas com a utilização do jogo, mas os professores encontram sugestões de lições e planos de aula no próprio programa.

E você, tem alguma dica legal de ferramenta? Conte para a gente nos comentários!