As Plataformas Adaptativas melhoram a aprendizagem?

21 de julho de 2014
as plataformas adaptativas

Dentre os diversos conceitos que estão cotados para mudar as formas de ensino no Brasil nos próximos anos está as plataformas adaptativas, que liga o aprendizado off-line ao ambiente online através de exercícios personalizados, que suprem as necessidades e os níveis de conhecimento de cada aluno em particular.

Com as plataformas adaptativas o aluno é capaz de desenvolver mais interesse pelo aprendizado, uma vez que nela se aprende na prática o que foi visto em sala de aula. Os exercícios não são monótonos – e nem pulam etapas: cada aluno vai desenvolvendo seus estudos diários a partir de sua própria capacidade de imersão nos conteúdos (que é medido através de um software com inteligência digital para perceber todas as nuances de aprendizado). Assim, cada um pode praticar a matéria passada até aprender seu conceito, de fato, sem fazer com que os estudos passem a ser uma coisa chata.

plataforma adaptativa melhora a aprendizagem

Plataformas adaptativas: junção de mídias

Com as plataformas adaptativas, inclusive, papel e caneta “clássicos” também podem virar coisa do passado. Os livros, complemento importante dos estudos, tornam-se ainda mais gostosos de serem lidos, porque o aprendizado de fato pode ocorrer em diversas mídias: nos livros, nos cadernos, no vídeo game, no cinema…

As plataformas adaptativas se baseiam na junção das diversas possibilidades midiáticas para que todos os conceitos aprendidos em sala de aula fiquem, sempre, bem frescos na cabeça dos alunos. E, nos dias de hoje, isso ocorre de forma muito clara: aliando ensino e tecnologia. Celulares e games não podem mais ser vistos como “inimigos” das salas de aula, e sim como complementos. É aí que entra a plataforma adaptativa.

Levando-se em consideração todas essas ferramentas que os alunos dispõem, as plataformas adaptativas combinam planos de estudo que estimulem esses alunos através de todos os recursos disponíveis. O computador de casa, mais do que um instrumento de lazer, vira também um forte candidato a instrumento de conhecimento, claro o plano de estudos seja feito com precisão e objetivos claros.

Além disso, os próprios professores podem aproveitar melhor o tempo em sala de aula para melhorar seus processos de aprendizagem. Sabendo que vão ter como aliados a tecnologia, eles podem se dedicar mais a explorar assuntos e conceitos novos a cada aula, otimizando o tempo que passam com os alunos e melhorando consideravelmente os resultados dos seus esforços.

Ou seja: com as plataformas adaptativas, todos saem ganhando. E é por isso que ela tem tudo para revolucionar o ensino brasileiro nos próximos anos.