Avaliação da aprendizagem: o que preciso avaliar nos alunos?

29 de novembro de 2017

O momento de avaliação dos alunos é essencial para verificar se a fixação do conteúdo está acontecendo de maneira eficaz e, também, para mapear as principais dificuldades da turma. Por isso, é indispensável que os professores sigam alguns critérios, de forma a garantir métodos eficientes de avaliação.

Avaliação completa e contínua

Em primeiro lugar, o professor deve planejar e executar uma avaliação contínua de seus alunos, e não apenas em períodos de provas. Observar comportamentos, conversar com os alunos, esclarecer possíveis dúvidas… tudo isso contribui para uma avaliação ocorra mais complexa e holisticamente.

Além disso, utilizar diversos estilos de avaliação é bom para o aluno, o professor e para o aproveitamento das aulas como um todo. Diversificar as atividades, propor novas dinâmicas e incentivar a participação dos alunos são fatores-chave. Bons exemplos são trabalhos em grupo, debates e discussões em sala, fichamentos e resumos de determinados conteúdos.

A importância de uma prova bem elaborada

Outra coisa da qual o professor deve estar ciente é que, para fazer uma boa avaliação de aprendizagem, é necessário também saber fazer uma boa elaboração dessas avaliações. Afinal, uma avaliação só será bem sucedida se seus Por isso é tão importante ser criterioso, estabelecer padrões de correção e criar questões que, de fato, façam a diferença no aprendizado dos alunos.

Uma boa avaliação é aquela que promove a reflexão e o poder argumentativo daquele que está sendo avaliado. As questões a serem cobradas devem ser coerentes, contextualizadas e exigir competências do aluno que vão muito além da famosa “decoreba”. Nesse sentido, é recomendável fazer buscas em bancos de questões confiáveis, já que nem sempre os professores têm tempo ou inspiração para criar questões super elaboradas.

O banco de questões do Prova Fácil, por exemplo, faz uma curadoria de bons conteúdos na internet e filtra questões de sites de referência. O professor pode, ainda, criar no um banco de questões próprio no sistema e organizá-las por nível de dificuldade, disciplina, etc.

Outro fator que contribui para a criação de uma prova bem elaborada é sua organização — tanto de conteúdo quanto de diagramação. O Prova Fácil também oferece os recursos de diagramação e criação automáticas de provas, o que facilita e otimiza muito a vida dos professores.

Muito mais do que dar nota

Especificamente nas questões, o conteúdo a ser cobrado deve ser relevante e ter sido discutido em sala de aula. Textos de apoio, exemplos, comparações, imagens — todos esses elementos contribuem para questões mais ricas.

Ao fazer provas, é importante que o professor acredite que avaliar é um processo pedagógico muito mais amplo do que dar notas. O modelo tradicional de ensino é focado para o aspecto quantitativo: qual foi a nota, quantas questões o aluno acertou… essa é uma das formas possíveis de se avaliar o aprendizado, uma unidade de medida, mas dentre tantas outras possíveis, não deve ser a única nem a principal.

É preciso considerar a capacidade do aluno de assimilar o conteúdo e de argumentar. Se uma avaliação é bem elaborada, o aluno estudioso consegue de expor e desenvolver seus conhecimentos; e, se ele o faz, é porque o processo de aprendizagem está sendo eficiente.