fbpx
  • Posts
  • Materiais
  • Artigos
  • Cases
  • Tutoriais
Artigos

Avaliação integradora: o que é?

Modelo de avaliação ajuda a garantir o nível de qualidade de ensino da IES

Todas as provas têm por finalidade avaliar algo. Porém, isso não significa que sua realização esteja apenas relacionada às notas dos alunos em seus respectivos boletins, e a avaliação integradora foge dessa regra.

Fundamental para todas as instituições de ensino superior, ela também visa avaliar os conhecimentos dos alunos, mas não necessariamente para seus currículos acadêmicos, o que de forma alguma a torna menos importante que as demais provas.

De acordo com o World University Rankings 2020, da Times Higher Education, o Brasil é o sétimo país com mais universidades na lista (46), posição de grande destaque a nível global, e é bem provável que uma parcela dessa melhoria de desempenho tenha vindo justamente das provas integradoras.

Vamos entender exatamente qual é a definição dessa avaliação e porque ela é tão importante para toda IES.

O que é avaliação integradora?

É uma prova que costuma ser realizada periodicamente, a qual tem por objetivo medir a qualidade do processo de ensino e de aprendizagem que é aplicado por aquela instituição de ensino superior, de modo que seja possível ter um panorama de como está tal relação.

Aplicada geralmente a todos os alunos da IES (salvo algumas exceções, como os que se encontram no último período de seus cursos, de acordo com cada instituição), ela consiste em uma avaliação ampla, que não contempla apenas o que foi aprendido no semestre ou período atual, mas sim no decorrer de todo o curso.

Portanto, podemos fazer um paralelo de que a avaliação integradora atua como termômetro ou régua do nível de ensino, de modo que a instituição tenha um panorama da qualidade daquilo que é ensinado e aprendido, o que é de suma importância para a vida acadêmica, profissional e pessoal dos alunos.

Por consequência, a prova integradora também ajuda no cumprimento das exigências das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) do MEC, como análise, interpretação, síntese e integração de conhecimentos adquiridos, o que ajuda a IES a entender como anda sua qualidade de ensino.

A realização da prova integradora é obrigatória?

Não. O Ministério da Educação não faz qualquer exigência a este respeito, ficando a aplicação sob critério da própria instituição de ensino.

Porém, ainda que seja facultativa, é altamente recomendável que toda instituição de ensino superior coloque a avaliação integradora em seu cronograma de atividades, já que ela se converte em um instrumento muito importante para a análise de sua qualidade.

Veja também: Conheça quais são os tipos de avaliação de aprendizagem

Qual é o conteúdo abordado na avaliação integradora?

A instituição de ensino superior fica livre para escolher quais conteúdos serão abordados. Porém, como a prova visa se certificar sobre a qualidade de ensino e de aprendizagem, ela costuma trazer conteúdos que foram abordados no decorrer do curso.

Isso significa que os alunos se depararão com questões relacionadas aos temas que estudaram no curso desde o seu início, o que faz com que ela tenha, naturalmente, um caráter desafiador.

Powered by Rock Convert

Caso a instituição deseje, a avaliação também pode conter questões de conhecimentos gerais e atualidades, as quais, mesmo que fujam da grade curricular, também constituem uma avaliação importante, tendo em vista que são cobradas em várias outras ocasiões no decorrer da vida profissional e acadêmica.

As questões costumam ser de múltipla escolha em sua maioria, mas a instituição também pode adicionar algumas perguntas dissertativas, que possibilitam uma avaliação diferente dos conhecimentos dos alunos. Tais questões costumam ter um peso maior na nota.

Veja também: Como corrigir questões dissertativas usando a tecnologia?

A montagem das provas costuma contar com a participação de comissões dos diferentes cursos, as quais são compostas pelos professores e também pelos coordenadores, o que ajuda a garantir que o conteúdo esteja perfeitamente alinhado com o que foi abordado no curso.

Quais são os benefícios da prova integradora?

São muitos, os quais se aplicam a todos os envolvidos.

A IES consegue ter um excelente panorama sobre a qualidade de ensino do seu corpo docente, o que ajuda em sua avaliação de desempenho e, consequentemente, permite que ela sempre tenha o melhor grupo de professores e coordenadores à sua disposição.

O corpo docente, por sua vez, pode fazer uma auto-avaliação de como está sendo o processo de ensino e de aprendizagem. Caso perceba que há alguma lacuna ou necessidade a ser cumprida, pode proceder com os devidos ajustes.

Os alunos também são beneficiados, já que se submetem a uma avaliação bastante criteriosa, a qual, inclusive, tem uma estrutura bastante parecida com a de concursos públicos e também do Enade. Seu desempenho acadêmico também é colocado à prova, o que os ajuda na elaboração de sua rotina de estudos.

Embora não seja uma prova realizada exatamente para o acréscimo de nota em seu boletim, as instituições de ensino superior costumam utilizá-la também como ferramenta de avaliação, cujo peso é importante para a composição de sua nota no período em que for realizada.

Como todos os envolvidos são beneficiados, ainda que seja uma avaliação facultativa, não há motivos para deixar de realizá-la em qualquer faculdade, centro universitário ou universidade.

Avaliações integradoras: elementos indispensáveis para qualquer instituição de ensino superior

Mesmo que sua realização não seja obrigatória, todos os elementos corroboram para que as provas integradoras sejam realizadas nas IES, o que ajuda a entender porque são tão bem aceitas no meio acadêmico.

Além de permitirem uma avaliação minuciosa das equipes docente e discente, as instituições podem analisar se o desempenho obtido está de acordo com sua missão, visão e valores, ou seja, seus desdobramentos também são sentidos no viés institucional.

Como tais avaliações geralmente são feitas uma vez por semestre, no máximo, a rotina dos professores e dos alunos não chega a ser prejudicada, principalmente quando se recorre às soluções do Prova Fácil, que centraliza as questões em um único banco de questões qualificado e, assim, facilita a aplicação em larga escala.

Por todos os pontos citados e pelos benefícios que oferecem, a avaliação integradora se constitui como um elemento fundamental para faculdades, centros universitários e universidades, cuja aplicação é vantajosa para alunos, professores, instituições e, por extensão, para a qualidade do ensino superior no Brasil.


Veja mais

Artigos

Como melhorar os resultados da prova integradora?

Melhora no desempenho beneficia todas as partes envolvidas A prova integradora é um excelente instrumento de avaliação para toda instituição de ensino superior. Ainda que não seja obrigatória, investir em…

VER MAIS POSTAGENS

Pesquisa

MAIS LIDAS

Avaliação integradora: o que é?Iniciativas na Educação para o controle do coronavírus: envie gratuitamente exercícios online para seus alunosLGPD na educação: entenda como a Lei Geral de Proteção de Dados impacta as instituiçõesDesafios para 2020: transformação digital nas instituições de ensinoQual a importância do Conceito Institucional para uma IES?Coronavírus: como instituições de ensino podem se preparar para o EaD

As melhores soluções para gerenciar as suas avaliações

SIGA-NOS