Como garantir o bem estar dos professores da minha instituição?

20 de outubro de 2021
bem estar dos professores

Quem está na linha de frente da sala de aula é o primeiro elo da corrente que sustenta toda a estrutura de uma instituição de ensino. Portanto, garantir o bem estar dos professores é requisito primordial para a construção de um ambiente escolar saudável, produtivo e eficiente.

Link da Imagem

Muito se fala em tornar a escola um lugar mais acolhedor e receptivo para os alunos, afinal de contas, eles são a razão pela qual todos somos apaixonados pela educação.

Porém, não podemos nos esquecer do outro lado, que é tão importante quanto: o dos docentes.

Durante a pandemia, muito se falou sobre garantir o bem estar dos professores para que eles tivessem mais condições de passar por esse momento difícil. Porém, esta é uma questão que vai muito além de tempos de crise.

Historicamente, os professores tendem a enfrentar muitas dificuldades para cumprir o seu papel de agentes do conhecimento. Dificuldades estas que, por muito tempo, passaram invisíveis pelos olhares de quem estava do lado de fora das salas de aula.

Pois esses tempos precisam acabar! E nós vamos dar as ferramentas para que você, enquanto gestor pedagógico, faça a sua parte para tornar o ambiente escolar mais acolhedor para com seus principais colaboradores.

Por que investir no bem estar dos professores?

A escola é um ponto de convergência entre diversas realidades diferentes, e o professor está no centro de tudo isso. Ele é a ponte que liga alunos, pais e coordenação, sendo responsável por absorver a maior parte da carga emocional existente no ambiente.

Algumas situações que, historicamente, têm afligido os professores brasileiros:

  • Carga horária exaustiva, fruto direto da baixa remuneração.
  • Falta de apoio pedagógico por parte da coordenação.
  • Estrutura física inadequada.
  • Métodos ultrapassados de ensino e avaliação.
  • Ambiente violento dentro da sala de aula.

Todos estes fatores podem se tornar grandes obstáculos para o bem estar dos professores, o que, consequentemente, provocará uma defasagem na sua capacidade profissional, prejudicando também o desempenho dos alunos.

Veja abaixo algumas formas de cuidar da saúde mental dos professores da sua instituição.

bem estar dos professores

Na prática: medidas para garantir o bem estar dos professores

Incentive o cuidado com a saúde mental

Falar de saúde mental ainda é um tabu para várias pessoas, mas a verdade é que ela é tão importante para o nosso bem estar e qualidade de vida quanto a saúde física.

No caso dos professores, que muitas vezes enfrentam uma rotina corrida e ficam expostos diariamente não apenas aos próprios problemas, mas aos dos alunos, esse cuidado precisa ser redobrado.

É fundamental que a escola crie um ambiente em que o profissional se sinta à vontade para falar sobre o tema, sem que haja nenhum tipo de julgamento ou constrangimento.

É recomendável também que a instituição conte com um psicólogo em seu quadro de funcionários para prestar atendimento aos professores. Caso isso não seja possível, a realização de palestras com especialistas e o incentivo à busca do acompanhamento psicológico individual são boas alternativas.

Cuidar diariamente de uma sala de aula não é fácil, e cuidar da saúde mental é fundamental não apenas para que o professor consiga enfrentar esse desafio, mas também para que ele esteja preparado emocionalmente para receber os problemas dos alunos e ajudá-los a trabalhar suas competências socioemocionais.

Busque não sobrecarregar a carga horária do docente

Não é incomum vermos professores precisando lidar com uma carga horária de trabalho muito além do recomendável, mas sabemos que isso não é o ideal.

Para manter as saúdes física e mental em dia e evitar a temida Síndrome de Burnout, é indispensável que a carga horária não deixe o docente sobrecarregado, permitindo que ele tenha momentos de descanso e relaxamento durante o dia.

Além da questão da saúde, isso também é importante para os bons rendimentos das turmas, já que o professor terá mais tempo e disposição para se dedicar a cada uma delas.

Para garantir que isso aconteça, é preciso parar de tratar a carga horária abusiva como um dos “ossos do ofício”, além de estabelecer uma remuneração justa em relação à hora-aula do profissional.

Tenha uma gestão de equipe transparente

Quando se cuida de uma escola, não se tem responsabilidade apenas pela instituição em si, mas por todas as pessoas que ali estão: e isso inclui os professores.

Portanto, cultivar uma gestão baseada no diálogo, onde todos participem das tomadas de decisão e se sintam ouvidos é fundamental.

Isso cria uma rede de apoio, mostra aos professores que eles não estão sozinhos e que podem contar com a escola para dividir os pesos do dia a dia.

Busque otimizar processos repetitivos 

Algo que também pode acabar prejudicando o bem estar dos professores é o desgaste causado por atividades repetitivas do dia a dia, sobretudo caso não haja iniciativas para torná-las menos maçantes.

Conciliar a preparação de aulas com a formulação e correção de dezenas de provas, por exemplo, pode ser uma tarefa árdua, que compromete a qualidade do ensino e prejudica a auto-estima do profissional.

Sendo assim, investir em tecnologias que automatizam os métodos de avaliação tem sido uma saída adotada por várias instituições de ensino.

O Prova Fácil Escolas pode te ajudar!

Quando falamos em automatizar os métodos de avaliação, falamos do Prova Fácil Escolas.

Através dessa solução, é possível economizar tempo e energia na hora de formular e corrigir as avaliações, contribuindo assim para o bem estar dos professores.

Além disso, o Prova Fácil fornece dados que ajudam a avaliar o desempenho de cada aluno individualmente, permitindo a criação de estratégias que tornem os métodos educacionais ainda mais assertivos.

Clique aqui, conheça o Prova Fácil Escolas e conheça a ferramenta que vai ajudar a garantir o bem estar profissional, não apenas dos professores, mas de todos que trabalham por uma educação transformadora.