Campanha de Matrícula: Como fazer sua escola se diferenciar no Mercado Educacional?

12 de julho de 2017
educação disruptiva

Campanhas de matrícula são sempre um desafio para o diretor, que precisa diferenciar a sua instituição das outras escolas e ganhar a confiança dos pais. Mas como fazer isso? É o que vamos ensinar nesse post.

Invista na estrutura

Investir na infraestrutura da sua instituição é essencial para fazer uma boa campanha de matrícula. Uma das primeiras coisas que os pais vão observar ao chegar a sua escola é a estrutura física do espaço. As salas são espaçosas e bem equipadas? Há quadras esportivas? Biblioteca? Laboratórios? Computadores?

Uma infraestrutura adequada é indispensável para o aprendizado dos estudantes. De acordo com um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o desempenho dos alunos que estudam em ambientes com boa infraestrutura é superior ao dos que estão em escolas piores.

A pesquisa afirma que alunos de escolas com uma infraestrutura superior poderiam subir as médias de 506 pontos em provas de linguagens e 497 pontos em matemática para 525 pontos e 524 pontos.

Dessa forma, é fundamental fazer uma avaliação da estrutura de sua escola e identificar

os espaços que precisam de reparo e planejar qual deverá ser o investimento na área.  

A tecnologia é uma grande aliada!

A tecnologia ocupa um espaço importante em várias áreas de nossa vida e na educação não seria diferente. Sem dúvida alguma, os pais escolherão matricular seus filhos em uma escola que saiba aproveitar bem esses recursos para o aprendizado.

Invista em sistemas e aplicativos que diferenciem sua escola do mercado e mostre que suas aulas são dinâmicas e mais interessantes para os alunos.

Adotar ferramentas como videoaulas, jogos, cursos online, dispositivos de realidade aumentada, entre outras ajudam a tornar o aprendizado mais interessante e dinâmico, e a criar oportunidades para os estudantes interagirem com os conteúdos de forma mais engajadora.

Um exemplo que tem conquistado algumas escolas no mundo, inclusive no Brasil, é a sala de aula invertida. Essa metodologia propõe aulas menos expositivas, mais produtivas e participativas, capazes de engajar os alunos no conteúdo e utilizar de forma mais eficiente o tempo e conhecimento dos professores.

Esse novo modelo permite que o aluno tenha autonomia para estudar e acessar a informação onde e quando quiser, por meio de textos e videoaulas que explicam os conceitos básicos disponibilizados pelos professores em suportes digitais ou outros formatos, chegando à sala de aula já com embasamento prévio do que será trabalhado.

Apresentar esse tipo de conceito mostra aos pais que a escola está empenhada em oferecer sempre os melhores recursos educativos a seus alunos e é aberta a novas tecnologias, que podem contribuir muito para o aprendizado dos estudantes.

 

E o projeto pedagógico?

Também é extremamente importante que os pais fiquem a par do projeto político-pedagógico (PPP) da escola, de preferência durante a primeira visita. O PPP define a identidade da instituição e indica caminhos de ensino. É um conjunto de aspirações, metas e meios de concretizá-las.

O plano é um direcionamento para gestores, professores, funcionários, alunos e famílias. Expô-lo desde o início faz com que os responsáveis saibam desde antes de fazer a matrícula exatamente o que estão contratando, a fim de evitar frustrações e descontentamento. Além disso, um bom projeto pedagógico atrai os pais que estão preocupados com a formação das crianças.

Comunicação com os pais

Deixar claro na campanha de matrícula que a escola estabelece um canal direto com os responsáveis também faz muita diferença para os pais, que querem ficar por dentro de toda a vida acadêmica dos filhos.

Nesse sentido, a tecnologia também pode ajudar! Oferecer facilidades, como aplicativos que substituem a agenda de papel e facilitam a comunicação entre família e escola, é uma boa pedida. Dessa maneira, os pais terão todas as informações centralizadas em um único lugar e poderão ter acesso sempre que acharem necessário.

Uma dica é a adoção de sistemas de gestão, como o SGP ou o Smart, ambos da Starline Tecnologia, que permitem a consulta de histórico escolar, ficha financeira, com a opção de imprimir 2ª via de boletos, e um cronograma de acompanhamento das atividades do aluno.

Mostre-se!

Para que as pessoas sequer cogitem a ideia de escolher sua escola, elas precisam conhecê-la. Aproveite-se das novas tecnologias e mostre-se para o mundo!

Criar um site pode ser o primeiro passo. Uma página interativa, intuitiva e atualizada contribui para uma boa primeira impressão, além de disponibilizar informações úteis sobre a instituição. Utilizar redes sociais como o Facebook também é fundamental, pois elas facilitam a viralização da informação. Mas, claro, não deixe de fora as mídias tradicionais: anúncios em jornais, revistas e na tv ainda têm seu apelo.

A campanha

Depois de levar em conta todos esses quesitos, chegou a hora de se preparar a campanha de matrícula em si. Esse é o momento de deixar em evidência todo o diferencial da sua escola.

Garanta que o site da sua instituição seja responsivo, com um formato que funcione em diferentes tipos de dispositivo, garantindo que suas mensagens mais importantes e botões de ações enquadrem-se adequadamente em smartphones e tablets.

Também é interessante criar um e-mail marketing. Esse tipo de comunicação direta faz com que sua instituição se mantenha na mente dos possíveis alunos e pais de alunos.

Abrir mais canais de matrícula também pode ser uma facilidade atrativa, tanto para os pais de primeira viagem, quanto para os pais que farão as rematrículas de seus filhos. A utilização de um aplicativo, por exemplo, que possa ser utilizado em qualquer dispositivo e seja completado em poucos passos pode ser um diferencial. Além disso, levá-la “no bolso” pode contribuir para aumentar o contato com a marca da sua empresa e a simpatia por parte dos alunos e seus pais.

E, claro, é extremamente importante a criação de uma publicidade eficaz, que fidelize os pais e alunos e imprima uma marca de referência para conquistar novos estudantes. É fundamental fazer com que as pessoas conheçam, gostem e confiem em sua instituição, sabendo o que ela tem de melhor.

A escola também deve trabalhar o relacionamento com a comunidade escolar e desenvolver o afeto pela instituição, já que os pais de alunos podem ser os melhores “publicitários”, indicando a escola na comunidade onde vivem.

Para atrair mais alunos, você precisa investir na sua escola – o que não significa gastar muito dinheiro, necessariamente. Algumas tecnologias, por exemplo, são bastante acessíveis e podem ajudar a tornar sua instituição conhecida por ser inovadora.

Quer saber mais? Leia nosso post sobre como usar a tecnologia educacional para captação de alunos!