Como elevar a experiência do aluno no Ensino Básico?

3 de junho de 2022

O Ensino Básico compreende os anos mais importantes na formação de um indivíduo. É durante essa idade (dos 5 aos 17 anos) que o jovem construirá sua personalidade, seus gostos, suas habilidades e conhecimentos básicos.

Justamente por isso, o papel da escola neste momento é tão importante. É nela que o aluno terá o seu primeiro contato com o mundo exterior, fora do núcleo familiar. 

E esse contato precisa ser ao mesmo tempo acolhedor e estimulante, cabe à escola encontrar o meio termo entre apoiar o aluno e ensiná-lo a caminhar com as próprias pernas.

A importância da experiência no Ensino Básico

A importância das experiência no ensino pode ser observada na própria Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 20 de dezembro de 1996:

Art. 1º A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais.

Analisando o artigo 1 da lei, podemos entender que a educação vai muito além das matérias contidas no currículo obrigatório.

Ela é um processo de preparação do indivíduo para a convivência em sociedade, portanto, fazem parte dela colocar o aluno em contato com diferentes culturas, pensamentos, expressões artísticas, tecnologias, e claro, com o mercado de trabalho.

Como criar a conexão entre os alunos e o mercado de trabalho?

Uma das atribuições da escola durante o Ensino Básico, sobretudo no caso de alunos adolescentes e pré-adolescentes, é apresentá-los ao universo do mercado de trabalho.

Existem várias formas de inserir os estudantes neste ambiente e ao mesmo tempo estimulá-los a pensar sobre o próprio futuro profissional. Veja algumas delas abaixo.

Roda de conversas com profissionais do mercado

Convidar profissionais de mercado para palestras e rodas de conversa com os alunos pode ser bastante interessante, especialmente no caso do Ensino Médio, onde os estudantes estão escolhendo para quais cursos prestarão vestibular.

Essas conversas são uma excelente oportunidade para tirar dúvidas, desmistificar inverdades e descobrir aspectos de cada profissão que apenas alguém da área pode trazer.

Feiras de Profissões

Eventos como Feiras de Profissões são ideais para mostrar aos alunos as vastas possibilidades do mercado de trabalho.

Nelas, os alunos têm a oportunidade de entrar em contato com diversas empresas e profissionais, além de entender mais sobre eles.

É um excelente momento para o estudante filtrar informações e descobrir aquilo que realmente lhe atrai.

Parceria com empresas para visitação

Uma atividade que pode ser bastante enriquecedora para os alunos é o chamado “dia do trabalho”, onde a classe visita uma empresa, conversa com seus funcionários e acompanha a rotina do local.

Trata-se de uma experiência interessante não apenas para que os alunos conheçam mais sobre a área de atuação específica daquela empresa, mas para que se familiarizem com o ambiente do mercado de trabalho desde cedo.

Criar um fórum para troca de ideias e informações

A criação de um espaço virtual onde alunos, professores e profissionais das mais diversas áreas possam se comunicar também é uma estratégia válida, principalmente por se aproveitar do ambiente da internet, tão presente na vida dos jovens.

Neste espaço, os alunos podem interagir livremente com empresas, criar discussões, tirar dúvidas e começar a inserir o mercado de trabalho no seu dia a dia através de uma atividade prazerosa.

Aplique Simulados 

Além da experiência do mercado de trabalho, é fundamental que a escola prepare o aluno para a experiência do vestibular.

Isso pode ser conseguido através da aplicação de simulados

Ou seja, provas que não apenas sejam desenvolvidas nos mesmos moldes dos principais vestibulares do país, mas que também sejam aplicadas em um ambiente que recrie o que o aluno encontrará lá.

A ideia é que o aluno viva a experiência do vestibular, com todas as suas regras e exigências, dentro do ambiente escolar, como forma de treinamento cognitivo, psicológico e emocional.

Um dos grandes desafios para colocar essa dica em prática é o tempo que a escola teria que investir para planejar e corrigir os simulados, muitas vezes incompatível com a rotina dos professores.

Para solucionar essa questão existe o Prova Fácil Simulados, uma ferramenta que utiliza tecnologia de ponta para formular questões que seguem o padrão dos principais vestibulares do mercado.

Saiba mais sobre o Prova Fácil Simulados!

Leve experiências diferenciadas para a sala de aula

experiência no Ensino Básico

Apresentação de trabalhos 

A apresentação de trabalhos, sejam eles em grupo ou individuais, são excelentes oportunidades para os alunos desenvolverem diversas habilidades que transcendem as matérias básicas.

É uma oportunidade de colocá-los em contato com livros, filmes, músicas, peças de teatro e outras expressões artísticas que ultrapassem o ambiente escolar, propiciando assim uma experiência no Ensino Básico ainda mais rica.

Crie aulas experimentais e oficinas de criação

Se com os trabalhos, os alunos podem entrar em contato com outras formas de expressão, a criação de oficinas e aulas extra classe são um convite para que o aluno se expresse e desenvolva habilidades muitas vezes desconhecidas.

As possibilidades são infinitas: podem ser oficinas de robótica ou algo voltado para tecnologia, podem ser focadas em habilidades artísticas, como pintura ou música, entre outras. 

O importante é dar a oportunidade ao aluno para que ele entre em contato com novos universos e amplie ainda mais os horizontes da sua experiência no Ensino Básico.

Aumente o contato dos alunos com a tecnologia

Não é segredo que a tecnologia é a grande aliada da educação no século XXI, e trazê-la para a sala de aula não apenas potencializa o aprendizado como também prepara o aluno para um mercado cada vez mais tecnológico.

Veja algumas tecnologias interessantes para serem trabalhadas em sala de aula:

  • Inteligência artificial: este é um recurso que pode entrar na rotina da sala de aula de várias maneiras, entre eles está o uso de aplicativos de gamificação, que têm o objetivo de ensinar e estimular os alunos utilizando elementos de jogos. Esta técnica estimula a criatividade e potencializa o engajamento.
  • Metaverso: consiste na recriação de um mundo real dentro de um ambiente virtual. Muito usado em aulas online e popularizado no período pandêmico, o metaverso permite replicar o ambiente da sala de aula dentro de uma aplicação. Isso aumenta o engajamento dos alunos e fortalece as conexões.
  • Internet das Coisas: trata-se de um dos conceitos tecnológicos mais difundidos da atualidade, consistindo na possibilidade de aparelhos se conectarem e trocarem informações entre si (Smartphones, Smart TVs etc). Na educação, estes aparelhos podem ser usados para tornar as aulas mais interativas, conectar diversos espaços escolares, além de terem um papel importante na inclusão de pessoas com necessidades especiais. 

 

Saiba como criar projetos interdisciplinares através da tecnologia!

Utilize metodologias ágeis e design thinking

As metodologias ágeis já fazem sucesso no mercado de trabalho e justamente por isso são excelentes para serem trabalhadas como forma de exercício em sala de aula.

Tratam-se de técnicas para encontrar as melhores respostas e soluções para problemas em um tempo reduzido. 

Outra técnica similar é o design thinking, que consiste em olhar os problemas adotando um “olhar de designer”, ou seja, um olhar capaz de encontrar soluções que, além de criativas e inovadoras, cheguem ao cerne do problema.

Ambas são habilidades em alta no mercado de trabalho e preparar os alunos com elas certamente é um grande diferencial.

Melhore a experiência no Ensino Básico com a Prova Fácil

A qualidade da experiência no Ensino Básico oferecida pela sua escola passa por diversos fatores. Para mantê-la sempre em um alto nível é preciso estar em contato com os métodos mais modernos de ensino e avaliação.

Dentre eles, estão as ferramentas oferecidas pela Prova Fácil. 

Além do nosso software de gestão de provas ajudar tanto no dia a dia escolar quanto na preparação dos alunos para o vestibular, ele também conta com diversos recursos para melhorar os processos e coletar dados preciosos sobre os métodos adotados pela sua instituição.

Que tal conhecer um pouco mais dos recursos Prova Fácil para melhorar a experiência dos seus alunos?