Gestão Escolar: Como otimizar processos na sua escola através do T.I

29 de agosto de 2017

Como otimizar processos na sua escola através do T.I

O profissional de tecnologia da informação (T.I.) pode ser fundamental para otimizar os processos na gestão escolar da sua instituição de educação e levá-la a um novo patamar no setor. Enumeramos aqui as funções e atividades que o T.I pode desempenhar para contribuir para o bom funcionamento da sua escola.

O que é o profissional de T.I.

Mas o que é o profissional de T.I.? Ele é responsável pela atualização, manutenção e bom funcionamento da rede, dos sistemas e das máquinas de uma instituição de educação – como intranet, rede de internet e equipamentos como computadores, tablets e projetos.

Trata-se tanto daqueles equipamentos e sistemas relacionados ao funcionamento da área administrativa da instituição (relacionados a documentação dos alunos, como fichas, bancos de dados e e boletins), quanto relativos aos materiais pedagógicos utilizados por professores e alunos – incluindo provas e atividades impressas.

Automatizar para otimizar

Automatizar processos administrativos – como bancos de dados com informações sobre os alunos – e processos de produção, impressão e correção de provas, com a presença de profissionais de tecnologia da informação é uma maneira de garantir economia de recursos e de tempo do quadro da instituição de educação, além de facilitar a gestão escolar, já que o controle de vários processos por parte do gestor pode ser feito a partir de um computador.

Recursos pedagógicos

Além disso, a digitalização de recursos pedagógicos – com a disponibilização de atividades didáticas, testes e simulados – pode possibilitar com que os alunos tenham acesso a novas formas de aprendizagem tanto no ambiente escolar quanto em casa.

Educação à distância (EAD) e portais pedagógicos desenvolvidos para redes de ensino são cada vez mais recorrentes e necessários para que instituições de ensino se mantenham na ponta e sejam referência no contexto ondem atuam. O uso de ferramentas tecnológicas se torna cada vez mais presente para o aprendizado de disciplinas nos mais variados campos do conhecimento, tornando as aulas mais atrativas.

Para isso é fundamental contar com um profissional de referência que possa gerenciar o funcionamento de laboratórios, fazer a manutenção de redes, acompanhar o surgimento de inovações e fomentar formas de implementação de novidades no ambiente da sua instituição.

Profissional de referência

Como apontado pela pesquisa “The Road to Digital Learning”, da Fujitsu, realizada entre março e abril de 2017 em sete países, 84% dos estabelecimentos de ensino acreditam que é necessário preparar os alunos para saberem lidar com o futuro e o presente digital que os espera.

No entanto, há grande dificuldade por parte dos professores e gestores em acompanhar a dinâmica de transformações que com velocidade afetam o setor da tecnologia – principalmente devido às dezenas de tarefas que a gestão e a prática pedagógica impõem.

Nesse sentido, ter profissionais de T.I. capacitados e atualizados, que atuam com um olhar focado na interface entre tecnologia da informação e ensino, é um saída para filtrar as melhores inovações e trocar experiências com o restante do corpo profissional da instituição sobre esses assuntos.

Rede de qualidade

Pode parecer trivial, mas ter uma rede de qualidade implantada na sua instituição de ensino é a base para que ela possa investir em tecnologias avançadas na área de educação, como realidade virtual ou aumentada e mesmo o uso de aplicativos de nuvem.

A grande questão é que a maioria das instituições ainda operam com redes obsoletas sem a infraestrutura tecnológica básica para o funcionamento de equipamentos que fazem o uso delas.

A mesma pesquisa da sobre os caminhos do ensino digital, feita pela Fujitsu, aponta que que somente 46% dos entrevistados acreditam ter os dispositivos adequados para oferecer aos estudantes uma boa aprendizagem digital.

Segurança

Um ponto crucial no debate sobre tecnologia da informação no ambiente escolar é a segurança da rede. No ambiente interconectado que vivemos, qualquer brecha nos sistemas da sua instituição de ensino pode ser fatal para o vazamento de informações sigilosas – como provas a serem aplicadas e resultados de avaliação.

Além disso, a falta de segurança pode facilitar inclusive invasões que levem à falência do seu sistema. Ter um profissional de Tecnologia da Informação capacitado é crucial para a segurança do bom funcionamento da rede da sua instituição.

Quebra de barreiras

Ainda existem barreiras a serem quebradas, tanto em professores quanto em gestores das instituições de educação, quanto ao uso de tecnologias da informação quanto na contratação e trabalho conjunto de profissionais de TI nas escolas.

Mas esse é uma tendência irreversível. Como vimos, escolas, faculdades e universidades precisam aderir a presença desse profissional para manterem a sua relevância pedagógica e, ao mesmo tempo, manterem o bom funcionamento administrativo.

E aí? Gostou do nosso post?
Comente a suas impressões em nosso blog. E agora que você já sabe mais sobre a importância do TI na gestão, não deixe de ler sobre
oito tendências mundiais no uso da Tecnologia na Educação.

Faça o download do [Checklist] da Transformação Digital na Educação