O Ensino Híbrido estará presente em 2022?

20 de janeiro de 2022
ensino híbrido em 2022

Muito se discute a respeito do papel do ensino híbrido em 2022. Afinal de contas, computadores e notebooks se juntaram aos cadernos e lápis na lista de materiais dos alunos. Mas, quais mudanças isso traz na prática?

Antes de mais nada, é importante lembrar que o ensino híbrido não é uma novidade de tempos pandêmicos. Este é um tópico que já vinha sendo discutido e faz parte das tendências da educação no século XXI.

O que observamos foi uma aceleração deste processo por conta das restrições impostas pela COVID-19. Com isso, escolas e instituições tiveram que aprender em poucos meses, aquilo que normalmente levaria alguns anos.

Relembrando: O que é Ensino Híbrido?

Ensino híbrido, ou blended learning, consiste na mistura entre o ensino presencial e o ensino online. Isso só se torna possível através do uso da tecnologia como parte integrante do processo pedagógico.

Muitas pessoas imaginavam que, com o avanço da vacinação, poderíamos sonhar com um 2022 que trouxesse de volta o “velho normal”.

As coisas melhoraram, é verdade. Mas novos desafios mostraram que talvez precisemos encontrar um meio termo entre o velho e o novo.

E no que se refere à educação, adotar o ensino híbrido em 2022 parece ser a resposta.

Como está o cenário da educação neste início de 2022?

Avanço da vacinação

Segundo a plataforma Our World in Data, 68% da população brasileira já havia recebido o esquema vacinal completo até janeiro de 2022.

Isso abriu espaço para que instituições de ensino de todo o país começassem a pensar na retomada de suas atividades presenciais.

Porém, quando falamos no ensino fundamental, a situação é um pouco diferente. Apenas recentemente foi iniciada a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos, fato que ainda deixa muitos pais inseguros com o ambiente escolar.

Avanço de novas variantes e riscos à saúde

Apesar do avanço da vacinação e da queda considerável no número de óbitos, o surgimento da variante Ômicron, no final de 2021, acendeu o sinal de alerta.

Mais transmissível que as cepas anteriores, a nova variante se espalhou rapidamente pelo Brasil, fazendo o país bater recorde de infectados ainda em janeiro.

E mesmo que o número de mortes continue baixo, fatores como a alta transmissibilidade e o fato da maioria das crianças ainda estarem com o esquema vacinal incompleto, obrigaram as escolas a repensarem muito do que haviam imaginado que seria 2022.

 

O que dizem os especialistas

Segundo o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, o mundo só se verá livre da pandemia quando o vírus parar de circular entre não-vacinados e de sofrer mutações. Isso só acontecerá quando todos os países atingirem uma alta taxa de imunização.

Infelizmente, este parece ser um cenário distante. Ainda de acordo com a OMS, até novembro de 2021, o continente africano tinha apenas 6,6% da sua população totalmente vacinada.

Enquanto esse número não subir, novas variantes devem aparecer e nós não poderemos abandonar os cuidados para a criação de um ambiente escolar seguro.

 

capa educação pós pandemia ebook prova fácil

Ensino Híbrido em 2022

Uma tendência mundial

Segundo análise feita pelo Fórum Econômico Mundial, a experiência trazida pela pandemia abriu os olhos dos profissionais da educação para a necessidade de implementar novas metodologias em sala de aula.

Além de funcionar como alternativa neste momento de crise, o ensino híbrido também se revelou um método de ensino que dialoga com os conceitos do aprendizado centrado no aluno.

Isso quer dizer que o empoderamento trazido pela tecnologia coloca o aluno no centro do aprendizado, personalizando a experiência e colocando o professor na função de um mentor que acompanha o processo.

Ensino Híbrido em 2022 no Ensino Superior

No caso do Ensino Superior, o ensino híbrido já é visto como uma realidade consolidada.

Por lidarem com pessoas mais velhas, que precisam conciliar trabalho e estudo, as Instituições de Ensino Superior já estavam atentas ao ensino híbrido há algum tempo. E a tendência é que, com a experiência trazida pela pandemia, o novo modelo venha para ficar.

Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (Abmes), 52% dos alunos de universidades particulares defendem que o retorno à sala de aula deve privilegiar aulas práticas.

Além disso, faculdades e universidades de todo o mundo estão investindo cada vez mais em cursos dinâmicos, com duração menor e que se encaixem mais facilmente na rotina das pessoas.

O papel da tecnologia

O ensino híbrido em 2022 andará de mãos dadas com a tecnologia.

Mas isso não quer dizer que basta investir em equipamentos modernos. É preciso uma série de cuidados para que a tecnologia seja utilizada à serviço do aprendizado do aluno, por exemplo:

  • Atenção na implementação, contando com o apoio de empresas especializadas para garantir que as tecnologias sejam corretamente utilizadas e aproveitadas em todo o seu potencial.
  • Investimento na especialização dos professores, para garantir que eles acompanhem as mudanças trazidas pela tecnologia.
  • Respeito às diferenças, já que um dos princípios do ensino híbrido é a personalização, entender que cada aluno tem o seu tempo é fundamental.
  • Incentivo ao protagonismo do aluno, valorizando a independência, desenvolvendo o pensamento crítico e focando na preparação para os desafios profissionais típicos do século XXI.

Principais dúvidas sobre Ensino Híbrido em 2022

A seguir, algumas dúvidas comuns para recapitularmos os principais pontos para a implementação do ensino híbrido em 2022.

O que significa Ensino Híbrido?

É um novo modelo de ensino, popularizado por conta da pandemia, mas que tem muito a nos ensinar a respeito da educação do futuro. Consiste em romper as barreiras da sala de aula, tornando o aluno capaz de escolher onde e como estudar e colocando o professor no papel de mentor durante este processo.

Vai ter aula presencial em 2022?

Sim. Porém, a ideia é que elas sejam mais focadas em atividades práticas e que valorizem a interação e a colaboração entre os alunos.

Vai ter ensino híbrido em 2022?

Também. É através dele que garantiremos a segurança dos alunos neste período de incerteza, com muitas escolas adotando um esquema de rodízio.

Além disso, utilizaremos as vantagens deste novo modelo para formar alunos com mais pensamento crítico e autonomia. E também para nos prepararmos para o futuro, pois ao que tudo indica, o ensino híbrido veio para ficar.

capa educação pós pandemia ebook prova fácil

Modernize a sua escola com a Prova Fácil!

O processo de modernização trazido pelo ensino híbrido também passa pelas avaliações.

Afinal, o professor precisará de tempo para se adaptar às mudanças e preparar aulas cada vez mais dinâmicas. Tempo este que muitas vezes é gasto na elaboração e correção de avaliações.

A Prova Fácil tem a solução para isso, através de um software que facilita a elaboração de questões e correção de provas, poupando tempo e esforço dos profissionais da educação.

Além disso, o software ainda fornece dados que permitem um diagnóstico criterioso do desempenho de cada aluno individualmente, levando a personalização proposta pelo ensino híbrido em 2022 para um outro nível.

Gostou? Então leve a Prova Fácil para a sua instituição e vamos juntos construir a educação do futuro!