Nova Gestão de Provas x método tradicional

7 de outubro de 2014
nova gestão de provas

A gestão de provas pode ser um processo cansativo na rotina dos professores… ou uma aliada, dependo da forma como é executada. Se combinar gestão de provas e tecnologia, é quase impossível que professores e instituições não se beneficiem.

Ao seguir o tradicional método analógico de gestão de provas, onde o professor perde parte do seu tempo fazendo correções, sem otimizar suas demandas, aprendendo com os erros e acertos dos seus alunos ou mesmo utilizando-os a seu favor em suas aulas, realmente não há vantagens em todo esse processo: ele será apenas mais uma etapa a ser cumprida dentro das exigências da instituição para a qual se trabalha.

 

As práticas pedagógicas estão mais diversificadas. Contudo, na hora de avaliar, os professores dão para o aluno uma folha com questões que não têm nenhuma relação com as atividades que ele está habituado a fazer, Jussara Hoffmann

 

A consultora de avaliação e professora aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Jussara Hoffmann, em matéria divulgada pela revista Abril, caderno Gestão Escolar, levanta um importante ponto da gestão de provas: elaborar questões niveladas com o conteúdo dado em sala de aula. Os professores precisam ter consciência do nível dos alunos e elaborar uma prova condizente com a realidade da turma.

 

Em matéria realizada para  Revista Educação o jornalista Paulo de Camargo levanta as dificuldades na realização de provas escritas e, mais uma vez, se pode enxergar a importância de colocar a gestão de provas em prática. Paulo abre sua matéria afirmando que o “principal instrumento de aferição na escola, a avaliação escrita ainda é pouco entendida por docentes brasileiros; falta de debate sobre resultados compromete processo de ensino e aprendizagem.”

nova gestao de provas

 

Ao aplicar uma prova é preciso querer mais que avaliar o grau de entendimento do aluno sobre determinado assunto: é preciso usar desse recurso de avaliação para perceber a evolução da turma, o grau de dificuldade dos temas propostos e, claro, perceber como melhorias podem ser feitas individual e coletivamente.

 

Avaliar um aluno é também uma forma de avaliar suas aulas. “Independentemente de uma resposta estar certa ou errada, ela sempre dá sinais sobre o nível de aprendizagem da turma e aponta os caminhos que o professor pode escolher para dar continuidade ao planejamento“, afirma Jussara Hoffmann

 

Os profissionais citados aqui falam com clareza sobre a importância das avaliações tanto para alunos quanto professores. Diante dos fatos, torna-se evidente a importância da gestão de provas na rotina dos profissionais da educação.

E você, como tem colocado em prática a Gestão de Provas?