O que é avaliação formativa? Entenda e saiba como aplicar em sua instituição de ensino

7 de julho de 2021

Ao entender qual o objetivo da avaliação formativa na educação, o aproveitamento pode ser ainda melhor, tanto para o professor quanto para o aluno.

Você sabe o que é avaliação formativa? Se sim, sabe como este é um método super importante, capaz de ser usado em todas as etapas da Educação, e se ainda não sabe, os mesmos motivos servem como incentivo para aprender.

Ao fugir um pouco dos modelos tradicionais de avaliação, é possível atingir resultados diferentes, capazes de guiar um melhor processo de ensino-aprendizagem e, assim, permitir um amplo e pleno desenvolvimento dos estudantes, além de melhorias constantes para os professores.

Nos acompanhe na leitura para saber o que significa avaliação formativa e como essa é uma oportunidade e tanto para ter um olhar diferente para como os alunos aprendem e como os professores ensinam.

O que é avaliação formativa?

O termo é usado para designar uma ampla variedade de métodos que os professores utilizam para avaliar continuamente a compreensão dos alunos, suas necessidades de aprendizagem e o progresso acadêmico durante uma atividade, módulo ou curso.

As avaliações formativas ajudam os professores a identificar conceitos que os alunos têm maior dificuldade de entender, bem como habilidades que não conseguem desenvolver tão bem ou padrões de aprendizagem que ainda não foram atingidos.

Em posse de todas essas informações, é possível fazer os devidos ajustes às lições, técnicas instrucionais e suporte acadêmico, de modo a otimizar o processo de aprendizagem de acordo com as necessidades e características de cada aluno.

Geralmente, o objetivo das avaliações formativas é coletar informações detalhadas que podem ser usadas para melhorar os processos de ensino-aprendizagem ao mesmo tempo em que eles são aplicados.

O que torna uma avaliação “formativa”, portanto, não é o modelo da avaliação, a técnica utilizada ou a autoavaliação propriamente ditas, mas sim a forma que isso é usado, como para informar as mudanças na aprendizagem e no ensino no decorrer do processo.

Quais são os benefícios da avaliação formativa?

Vários. Nós elencaremos alguns deles em seguida, mas antes disso, vale mencionar um estudo publicado no periódico Learning and Instruction em junho de 2017.

Em suma, o estudo selecionou uma amostra de 22 professores de Matemática do 4º ano de um pequeno município sueco, os quais participaram de um programa de desenvolvimento profissional em avaliação formativa.

O estudo examinou os efeitos que as mudanças nas práticas dos professores que participaram do programa, movidas pela abordagem das avaliações formativas, exerceram nas conquistas de objetivos dos alunos.

Os resultados mostraram que depois de controlar a pontuação pré-teste, as turmas que tiveram aulas com os professores que participaram do programa tiveram um desempenho significativamente melhor que o do grupo de controle em um pós-teste administrado um ano letivo depois do fim do programa.

Portanto, podemos dizer que os benefícios da avaliação formativa são cientificamente comprovados, o que elimina qualquer tipo de dúvida sobre o assunto.

Alguns benefícios que merecem ser destacados são os seguintes:

  • Melhor definição dos objetivos de aprendizagem. Ao monitorar regularmente o progresso dos alunos, os objetivos ficam frescos na mente, o que os ajuda a atingí-los de maneira mais eficiente.
  • Correção de rota mais rápida. Os professores também conseguem identificar mais rapidamente quando um aluno tem dificuldades e intervir antes que aquilo se transforme em um problema maior.
  • Melhor desempenho acadêmico. Oferecer feedbacks constantes aos professores e alunos de acordo com seu progresso ajuda a completar a lacuna entre seus conhecimentos atuais e as metas de aprendizagem.
  • Maior motivação por parte dos alunos. Como as avaliações formativas envolvem a definição de metas e o monitoramento do progresso, a motivação aumenta, já que os alunos possuem um foco bem claro do que precisam atingir.
  • Maior engajamento dos alunos. É importante que os alunos enxerguem o significado do que são solicitados a fazer. Conectar os objetivos de aprendizagem com problemas e situações do mundo real alimenta a curiosidade natural dos estudantes.
  • Experiências de aprendizagem personalizadas. Ao analisar de perto os dados das avaliações formativas, o professor pode examinar suas práticas instrucionais para determinar quais estão atingindo os melhores resultados e quais não. Inclusive, certas práticas podem funcionar com alguns alunos, mas não com outros.
  • Decisões fundamentadas em dados. Em posse dos dados na educação, os professores podem tomar as melhores decisões possíveis.

Qual a relação da avaliação formativa com as diretrizes curriculares?

As Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) definem as competências e diretrizes para a Educação Básica, com o objetivo de assegurar a autonomia da escola e da proposta pedagógica para que elas montem seus currículos a partir de áreas de conhecimento e conteúdos que julgarem mais adequados.

As DCN determinam os objetivos e metas a serem perseguidos, o que está perfeitamente alinhado com a avaliação formativa, capaz de ajudar em uma melhor definição e um acompanhamento constante, com ajustes pontuais para que não se saia do caminho proposto.

Logo, como as DCN são leis e precisam ser seguidas, quem sabe o que significa avaliação formativa entende que ambas andam de mãos dadas.

Como aplicar as avaliações formativas em minha instituição de ensino?

Mesmo sendo um dos principais tipos de avaliação de aprendizagem, nem sempre fica tão claro como aplicar as avaliações formativas, o que felizmente é mais simples do que pode parecer.

Neste sentido, o professor tem uma ampla gama de possibilidades, já que a avaliação formativa não tem um caráter classificatório, mas sim observatório. Em outras palavras, as avaliações formativas não visam avaliar o resultado final, mas sim o caminho percorrido até chegar lá.

Algumas das formas mais tradicionais de aplicar a avaliação formativa se dão por meio de revisão de cadernos, deveres de casa, desenvolvimento de projetos e observação de desempenho, por exemplo.

Porém, nada impede que os professores olhem para modelos de avaliações inovadoras, como fichamentos, diários e fóruns, e também os usem como meios de avaliação formativa.

Avaliação formativa: um importantíssimo instrumento no fortalecimento dos processos de ensino-aprendizagem

Ao entender o que é avaliação formativa na educação, fica difícil passar incólume por ela. Afinal, seu poderoso conceito mostra que é possível orientar os alunos não apenas quando cruzam a linha de chegada, mas sim enquanto estão completando cada volta.

Depois de aprender qual o objetivo da avaliação formativa e entender como sua aplicação é benéfica, seu pensamento deve estar ainda mais focado em oferecer melhorias aos estudantes e professores. Neste sentido, temos uma sugestão: o Prova Fácil Escola.

Este novo produto da Prova Fácil é voltado para o Ensino Básico e suas necessidades, permitindo que as escolas se coloquem em outro patamar em relação à tecnologia e inteligência de dados sem maiores complicações.

Quem já sabe o que é avaliação formativa entende a importância dos dados para um acompanhamento preciso, e nossa solução é ideal para tal necessidade. Aproveite a oportunidade e revolucione sua escola de uma vez por todas!

Conheça o Prova Fácil Escola e leve para sua instituição!