Prova do ENADE 2021: como acontecerá e como preparar seus alunos

4 de agosto de 2021
prova do enade 2021 prova facil

O ENADE 2021 é fundamental para retratar a aprendizagem dos estudantes universitários brasileiros e a realidade das IES brasileiras.

A prova do ENADE 2021 está chegando, e preparar os alunos da sua IES para a aplicação é fundamental para conseguir conquistar melhores resultados. Nos acompanhe na leitura e tire as principais dúvidas sobre a prova!

O que é o ENADE e como ele tem sido aplicado

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) é uma avaliação realizada pelo Ministério da Educação (MEC). O objetivo da prova do ENADE 2021 – assim como os de outros anos – é revelar os dados sobre a realidade educacional das universidades brasileiras.

A realização das provas acontece de maneira revezada, sendo que a cada ano, um determinado grupo de estudantes faz o teste, desde que seu curso esteja entre os selecionados para responder a avaliação naquele ano.

A importância do ENADE e a relevância de reforçar seu papel

Através da nota do ENADE, o MEC avalia a qualidade dos cursos das instituições de ensino superior, tanto presenciais como no Ensino a Distância (EAD). 

Logo, daí surge a importância de os gestores educacionais reforçarem a preparação para o exame, uma vez que a sua IES será avaliada por meio dele.

Além disso, através da nota obtida pela universidade, os futuros alunos conseguem escolher com mais facilidade a instituição de ensino superior.

Por ser uma avaliação oficial, a prova do ENADE 2021 avalia a performance geral dos estudantes dos cursos acadêmicos oferecidos pela universidade, diferente do ENEM, que computa o rendimento individual de cada estudante.

Em outras palavras, a partir dos resultados das provas do ENADE 2021 é que o conselho educacional vai determinar se o conteúdo programático dos cursos está sendo absorvido aprendido pelos discentes do ensino superior.

Outro ponto relevante é que a prova do ENADE 2021 é ainda mais importante para quem está concluindo a faculdade. Isso porque, neste caso, a realização da prova é obrigatória, principalmente para a emissão do diploma.

Leia também: Entenda tudo sobre a matriz de referência do ENEM

ENADE 2020: O que aconteceu

A prova do ENADE 2020 estava marcada para a data de 06 de novembro, contudo, devido à pandemia de COVID-19, o exame não ocorreu. 

Inclusive, os estudantes ficaram sem nenhuma notícia a respeito do exame anterior, até que em abril de 2021, o MEC publicou uma resolução prorrogando a aplicação do ENADE de 2020, o qual deverá ser feito nos próximos meses.

O documento ressalta que o exame será executado em caráter excepcional, quebrando o cronograma anual em face da situação de emergência pública em que o país se encontra.

ENADE 2021: O que diz o Ministério da Educação

Até o momento, o MEC informou que fará uma edição do ENADE em 2021, porém ainda não há uma data marcada para esse evento. A prova deste ano será excepcionalmente feita para aqueles alunos que não responderam ao exame em 2020.

Assim, o Ministério da Educação tem chamado a prova deste ano de ENADE “atrasado”, já que os estudantes aptos nesta etapa serão somente os que, por causa da pandemia, não puderam realizá-lo ano passado.

Neste ano, os cursos avaliados serão:

  • Licenciatura: letras inglês, letras português e espanhol, letras português, letras português e inglês, química, pedagogia, música, matemática, física, história, geografia, artes visuais, ciências da computação, ciências biológicas, ciências sociais, educação física e filosofia.
  • Bacharelado: ciências biológicas, história, filosofia, geografia, sistemas de informação, química, educação física, ciências sociais, design e ciências da computação. 
  • Tecnólogo: tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas, tecnologia em redes de computadores e tecnologia em gestão da tecnologia da informação.

Como preparar os seus alunos para essa avaliação?

Para atingir uma boa performance e preparar os alunos adequadamente, é preciso conscientizar os alunos sobre a importância da prova do ENADE 2021, oferecer facilidades para os estudantes e também fazer uso de recursos tecnológicos

Converse com os estudantes sobre o ENADE 2021

É primordial falar sobre o funcionamento do exame no início do ano letivo, isto é, preparar o terreno desde o primeiro momento, a fim de estimular os discentes a fazer essa avaliação.

Nessa perspectiva, procure explicar como é a estrutura da prova, quais os conteúdos exigidos e, é claro, do valor que essa avaliação tem perante o MEC. 

Contudo, tenha cuidado em não usar um tom de pressão, pois isso pode assustar os acadêmicos.

Ofereça facilidades aos alunos

Geralmente, no dia de realização das provas, os alunos relatam desânimo, junto de problemas de transporte, por exemplo. Portanto, uma boa ideia é fornecer ônibus partindo da faculdade até o endereço das provas.

Por isso, como a nota da prova do ENADE 2021 é fundamental para as instituições, elas devem ofertar uma boa estrutura para seus discentes.

Nesse contexto, é válido atribuir pontos aos estudantes que se comprometem a realizar a prova. Do mesmo jeito, algumas IES atribuem notas complementares na carga horária das disciplinas, como método de motivação.

Invista na aplicação de simulados

A aplicação de simulados é a parte prática da preparação, capacitando os estudantes para as 40 questões referentes ao curso superior.

Como vimos até aqui, enquanto gestor acadêmico, é vital que esse profissional saiba usar as ferramentas adequadas para que os alunos da sua universidade obtenham boas notas na prova do ENADE 2021.

Afinal, conseguir um desempenho favorável ajuda não somente a destacar a instituição no mercado, como também atesta a eficiência da didática aplicada, metodologia e capacitação oferecidos aos acadêmicos.

Então, contar com uma ferramenta como a da Prova Fácil Simulados é indispensável, já que é uma solução completa para preparar a equipe e os alunos para a prova do ENADE 2021, descobrindo falhas e obtendo dados precisos sobre a realidade acadêmica dos seus alunos.

Baixe o “Guia para conseguir a nota máxima no MEC”