Por que oferecer resultados comparativos de desempenho no Ensino Básico?

1 de julho de 2022
resultados-comparativos-ensino-básico

Com que frequência a sua Instituição de Ensino avalia o desempenho dos seus alunos? Que informações são obtidas através destas avaliações? Como elas são exibidas? Todas essas questões impactam diretamente na qualidade do ensino ofertado. E para garantir que essa qualidade seja sempre elevada existem os resultados comparativos de desempenho.

Eles são fruto do entendimento de que apenas as avaliações regulares, realizadas mensalmente ou ao final do bimestre, não são suficientes para ter a dimensão do aprendizado do aluno e das necessidades de aprimoramento.

Muitas das dificuldades apresentadas pelos alunos exigem um diagnóstico imediato e métodos que não apenas apontem os problemas, mas os caminhos para a solução.

Nestes casos, a utilização de resultados comparativos de desempenho pode ser a resposta.

O que são resultados comparativos de desempenho?

Os resultados comparativos de desempenho são fruto de um processo avaliativo conhecido como avaliação comparativa.

Como o próprio nome já diz, são avaliações que usam do recurso da comparação para entender os gargalos do ensino e conseguir insights para a resolução dos problemas.

Não existe um modelo fixo para a avaliação comparativa. Ela pode ser feita através de um trabalho em grupo, de uma atividade ao final da aula, da correção conjunta de alguma outra atividade, entre outros métodos.

Também são múltiplos os critérios de comparação, podendo ser estabelecida a relação comparativa entre bimestres, turmas, disciplinas, entre outros critérios.

Qual a importância desses indicadores?

Uma das grandes vantagens das avaliações comparativas é que elas fornecem um feedback em tempo real do aprendizado do aluno. 

Desta forma, os educadores têm mais tempo para identificar possíveis defasagens e pioras de desempenho, mudar estratégias e dedicar atenção especial aos alunos com maior dificuldade, antes que as avaliações bimestrais ou semestrais aconteçam.

Isso só será possível, é claro, se os resultados obtidos nessas avaliações forem apresentados em relatórios completos, com dados claros e de fácil leitura.

Outro ponto importante é que esse processo estreita a relação entre escola, aluno e famílias. Já que os responsáveis também receberão um feedback imediato sobre o desempenho dos alunos, podendo participar mais ativamente do processo pedagógico.

Alguns tipos de resultados comparativos de desempenho

São diversas as formas de se obter resultados comparativos de desempenho, o importante é lembrarmos que todas elas entendem o processo avaliativo como algo que vai muito além das avaliações regulares.

Também é importante lembrar que realizar avaliações comparativas entre alunos não é uma prática recomendada, já que estimula uma competitividade não-saudável, além de poder gerar problemas de autoestima que vão dificultar o aprendizado, ao invés de ajudá-lo. 

Entre turmas

A obtenção de resultados comparativos de desempenho entre turmas consiste na aplicação da mesma atividade em classes diferentes e a posterior análise dos respectivos desempenhos.

Esse exercício pode gerar questionamentos interessantes. Caso uma turma tenha um desempenho muito inferior à outra, talvez seja o caso de investigar se existe algum problema com a didática aplicada.

Entre disciplinas

A aplicação de atividades similares em diferentes disciplinas ajudam a Instituição de Ensino a entender melhor o perfil médio dos seus alunos, quais são as suas facilidades e dificuldades.

Desta forma, é possível verificar quais disciplinas precisam receber mais atenção, talvez através de uma revisão especial do conteúdo ou do investimento em outros materiais, palestras ou eventos especiais.

Entre processos avaliativos

É interessante aplicar avaliações comparativas com regularidade para que elas se tornem parte integrante da rotina da Instituição.

Assim, também se torna possível estabelecer comparações entre uma avaliação e outra. Caso o resultado tenha sido diferente, talvez seja o caso de avaliar o que mudou neste período. 

Se foi um resultado superior, como podemos melhorar ainda mais? Se foi inferior, o que deixamos de fazer que precisamos retomar?

Essa prática reforça o caráter do processo avaliativo como algo constante e garante uma qualidade de ensino cada vez melhor.

O que fazer com os resultados comparativos de desempenho?

resultados comparativos de desempenho

Após a aplicação das avaliações, começa a segunda parte do processo.

O que fazer com os resultados comparativos de desempenho? Como tirar os melhores insights deles? Em quais aspectos da Instituição eles podem ajudar? A maneira como os visualizamos impacta nisso?

Veja abaixo as respostas para algumas dessas perguntas.

Obter gaps de aprendizagem

Primeiramente, as avaliações comparativas nos mostram de maneira bastante clara onde estão os erros do processo pedagógico. 

Com essa informação sendo obtida a tempo e exibida de maneira transparente através dos relatórios, é possível modificar processos antes que o aprendizado do aluno seja comprometido.

Estipular novas avaliações ou atividades complementares

Os resultados comparativos de desempenho também trazem insights para a elaboração de atividades e processos avaliativos futuros.

Se uma questão tiver uma taxa muito grande de erro, talvez tenha havido alguma falha no ensinamento e valha a pena trazer o tema novamente para discussão em sala de aula.

Da mesma forma, essas avaliações são excelentes para o Ensino Médio, pois permite que os docentes tenham mais material para preparar seus alunos para exames como ENEM e outros vestibulares. 

Além de ajudar para que a própria Instituição obtenha melhores resultados, aumentando seu prestígio.

Realizar feedbacks

É importante que os resultados comparativos de desempenho cheguem até os alunos na forma de feedbacks dos professores.

Provas em que os alunos de uma determinada turma tiveram um resultado muito baixo podem ser discutidas em sala de aula e corrigidas em conjunto para tirar dúvidas.

Da mesma forma, é interessante que o aluno tenha uma noção do próprio aprendizado, dos seus pontos fortes e fracos, para saber onde precisa se dedicar mais. 

E usar as avaliações comparativas para isso pode ser muito eficiente, além de aumentar o vínculo e a confiança com os professores.

Entenda melhor sobre a importância dos feedbacks para os alunos!

Ter um acompanhamento mais apurado através dos resultados comparativos de desempenho

Como dissemos anteriormente, realizar avaliações comparativas entre alunos não é um método indicado, porém isso não quer dizer que os resultados comparativos de desempenho não podem ser usados para personalizar o ensino.

Tendo a noção das facilidades e dificuldades de cada estudante é possível traçar estratégias pedagógicas específicas, que levem esses fatores em consideração.

Trata-se de uma metodologia moderna de educação, que vai de encontro com a aprendizagem centrada no aluno, onde o estudante é o centro do processo.

Leia mais sobre a aprendizagem centrada no aluno!

Conheça outras formas como os dados te ajudam a conhecer melhor os seus alunos!

Como os relatórios das avaliações permitirão que essa prática aconteça?

Por fim, para que qualquer uma destas práticas possam ser aplicadas é necessário que os dados obtidos através dos resultados comparativos de desempenho sejam exibidos em relatórios completos, bem elaborados e que disponham as informações de maneira clara e objetiva.

Para isso, existem os relatórios obtidos pelo Sistema Prova Fácil!

Com eles, é possível obter dados do desempenho individual de cada aluno, por turma e da Instituição como um todo, possibilitando as mais diversas e completas análises.

Desta forma, você estará garantindo que todas as estratégias pedagógicas da sua Instituição de Ensino serão traçadas com o máximo de assertividade, embasamento e maior chance de resultados transformadores!

Conheça os nossos relatórios e esteja sempre por dentro da qualidade do aprendizado dos seus alunos!