O retorno das provas presenciais veio com força total?

22 de junho de 2022
O retorno das provas presenciais veio com força total?

Os dois últimos anos foram de muitos desafios e aprendizados. Se em março de 2020, nos vimos obrigados a nos adaptar ao modelo remoto. Hoje, a volta das atividades em sala de aula e o retorno das provas presenciais já é uma realidade possível e exige uma nova adaptação.

Primeiramente, devemos entender que este retorno não significa que as coisas voltarão completamente ao “antigo normal”. 

Durante a pandemia, aprendemos muito com os modelos remoto e híbrido: entre esses aprendizados, está o poder que as mais variadas tecnologias têm para potencializar o processo pedagógico.

Além disso, muitos alunos e professores já se acostumaram com as atividades remotas e precisarão passar por um período de readaptação. Um momento complexo em que podem surgir muitas dúvidas.

Quais ensinamentos da pandemia devemos manter? Quais velhos hábitos não podem mais voltar para dentro da sala de aula? Quanto tempo levará para entendermos tudo isso? Essas são algumas perguntas que tentaremos responder a partir de agora! 

Como está o retorno das provas presenciais no Brasil?

2022 começou como um balde de água fria. Aquele que estava programado para ser o ano da retomada teve seu primeiro mês com os casos de COVID-19 batendo recordes em vários estados brasileiros. 

Um exemplo foi o Espírito Santo, que teve mais de 200.000 testes positivos apenas no mês de janeiro, de acordo com os dados do Painel Covid-19, do governo do estado.

Porém, graças ao avanço da vacinação, o índice de mortes não teve o mesmo crescimento e, aos poucos, os números de novos casos voltaram a cair. Em abril, a OMS já havia divulgado que os casos de COVID-19 apresentaram queda de 24% no mundo todo.

Fomos aprendendo a conviver com o vírus, entendendo melhor os cuidados que ele requer e incorporando novas medidas à nossa rotina.

Mesmo assim, muitas instituições optaram por manter o modelo híbrido, que mescla o online e o presencial. 

Outras entenderam que sua realidade já comportava um retorno 100% presencial e que ele era necessário para o bom desenvolvimento de algumas atividades.

Entre as atividades que, aos poucos, estão voltando para dentro do espaço escolar estão as avaliações. E este processo de retorno das provas presenciais tem gerado muitas dúvidas nos profissionais da educação.

Quais processos avaliativos devem voltar com mais força no modelo presencial?

A expectativa é que boa parte das avaliações regulares feitas por Instituições de Ensino retornem ao modelo presencial nos próximos meses. Isso se deve a um reflexo natural da própria retomada das atividades.

Afinal, se as aulas já estão voltando para o espaço físico, por que não optar também pelo retorno das provas presenciais?

Isso também se aplica a boa parte dos processos seletivos, em especial aos concursos, que tendem a preferir esta maneira mais “tradicional” de avaliação.

Mudanças na forma de se avaliar nesse retorno das provas presenciais

Quando falamos em um modelo “tradicional”, isso não pode significar algo antiquado ou ultrapassado.

Isso quer dizer que, apesar de estarmos retornando a um hábito já muito conhecido, ele deve vir acompanhado de novas ideias e das experiências adquiridas ao longo destes dois últimos anos.

Veja abaixo algumas mudanças que podem ser incorporadas neste retorno das provas presenciais.

A consulta pode ser uma aliada na hora de avaliar

Antigamente vistas apenas como um “benefício” para o aluno ou “coisa de professor bonzinho”, as avaliações com consulta têm tido sua utilidade reavaliada nos últimos tempos.

Levando em conta o período difícil pelo qual os alunos estavam passando e as possíveis defasagens no aprendizado, muitos professores optaram por avaliações com consulta durante a pandemia.

Nesse processo, foi observado que elas são ótimas para avaliar a capacidade do aluno em formular argumentos, construir raciocínios e apresentar seus pontos de vista sobre o tema analisado.

Essas habilidades serão muito úteis nas famosas redações, presentes em exames como o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e em diversos processos seletivos, por exemplo.

Além disso, o método não prejudica a assimilação do conteúdo e coloca menos pressão no aluno neste momento de adaptação.

Recursos anticola não são exclusivos para provas online

Muito se falou sobre recursos para evitar cola durante avaliações online, como o browser travado e o proctoring. Mas também existem ferramentas tecnológicas que podem auxiliar no retorno das provas presenciais.

Um dos métodos mais eficientes é a randomização de questões e alternativas. Onde uma inteligência artificial embaralha a ordem das perguntas e das alternativas de respostas, confeccionando provas individualizadas, porém com o mesmo conteúdo.

Por se tratar de um processo automatizado, ele economiza tempo do professor, evita colas e garante maior assertividade e confiabilidade aos resultados das correções.

Leia mais sobre a randomização de questões e alternativas!

A tecnologia também ajuda no retorno das provas presenciais

Além da randomização de questões, é interessante investir em um Sistema de Gestão de Provas.

Trata-se de um software que tem a função de automatizar o processo avaliativo em todas as etapas: desde a alimentação de um banco de questões, passando pela elaboração, impressão e correção automática das avaliações.

E mais: depois de todo o processo, o software emite relatórios que permitirão um olhar mais amplo sobre vários aspectos do ensino da Instituição.

Entenda melhor como funciona um Sistema de Gestão de Provas!

Um olhar sobre o desempenho da turma e performance individual dos alunos

Os relatórios gerados pelo Sistema de Gestão de Provas são de grande importância para o planejamento pedagógico da sua Instituição de Ensino.

Por serem bastante abrangentes, eles criam um panorama geral do desempenho da Instituição, além de permitir a avaliação dos resultados por turma e também de cada aluno de maneira individual.

Isso faz com que os educadores sejam capazes de extrair insights poderosos, que possam nortear suas futuras estratégias pedagógicas, e até desencadear mudanças estruturais nas metodologias adotadas pela Instituição.

 

Veja qual a importância dos dados no processo de avaliação!

Avaliações presenciais com qualidade é com a Prova Fácil!

Uma lição que o período remoto deixou para todos os profissionais da educação é que a tecnologia não é apenas uma aliada, mas uma peça fundamental na construção da educação do futuro.

Por isso, é importante que não deixemos esse ensinamento de lado e continuemos cada vez mais utilizando a tecnologia a nosso favor, seja dentro ou fora dos muros da escola.

É pensando nisso que a Prova Fácil oferece soluções para fazer do retorno das provas presenciais um momento tranquilo, produtivo e automatizado.

Com o Software de Gestão de Provas Prova Fácil, as provas presenciais podem ser elaboradas, distribuídas e corrigidas com o máximo de eficiência e economia de tempo e esforço para os professores.

Além de garantir uma melhor qualidade de trabalho para os educadores, esse sistema ainda permite uma transformação completa na maneira como a sua Instituição encara as avaliações, tornando-as grandes aliadas do planejamento e aperfeiçoamento do ensino.

Transforme e otimize suas provas presenciais utilizando o sistema Prova Fácil!