O que sua instituição deve saber sobre segunda licenciatura

27 de outubro de 2021
segunda licenciatura

Com a segunda licenciatura, o profissional adquire mais uma formação e ainda conquista novas habilidades em menor tempo que uma graduação tradicional.

Trabalhar no setor educacional abre muitas oportunidades de trabalho. Por isso, uma prática comum dos profissionais da educação é apostar na segunda licenciatura, um curso que valoriza a aquisição de novas habilidades e aumenta as chances de novas oportunidades na carreira.

Ficou curioso sobre a segunda graduação, como ela funciona e qual a importância de oferecê-la na sua instituição de ensino? Então, leia o artigo de hoje!

O que é segunda licenciatura?

A segunda licenciatura é uma modalidade de curso para pessoas que já concluíram outra licenciatura. Essa nova formação é mais simples e rápida que o primeiro curso, uma vez que foca nos conteúdos específicos da nova licenciatura.

Como a licenciatura prepara os egressos para lecionar, esse tipo de curso tende a ser feito por professores que desejam ensinar uma nova disciplina e/ou ampliar seu leque de oportunidades nas escolas e demais espaços educativos.

Em geral, as universidades ofertam o segundo curso de maneira mais objetiva. Além disso, o diploma não tem distinção de uma licenciatura tradicional.

De que forma a segunda licenciatura me ajuda na captação de alunos?

Uma nova licenciatura permite que o gestor tenha um diferencial competitivo, já que ele possui, além da experiência, a bagagem necessária para lidar com diferentes situações e desafios, temas estes abordados nas suas duas formações.

Esse curso facilita, por exemplo, que um licenciado em História com segunda graduação em Pedagogia, aborde os conhecimentos transversais com propriedade, já que isso demonstra que o gestor da escola/universidade é preparado.

Para completar, fazer outra licenciatura aproxima o profissional das novas tecnologias, um requisito obrigatório diante do mercado atual que exige constante atualização.

O que devo ter para ofertar essa modalidade?

Se você é coordenador e/ou gestor de uma universidade, vale a pena saber algumas dicas antes de levar a modalidade de segunda licenciatura para sua faculdade:

Processo de seleção

Muitas faculdades utilizam o diploma da primeira licenciatura como porta de entrada para essa modalidade, mas nada impede que sua IES oferte um formato de seleção diferente ou mesmo complementar a esse método.

O importante é utilizar uma ferramenta que cuide de todo o processo de seleção, desde a inscrição até os resultados.

Verificar requisitos junto ao MEC

É necessário cumprir com as determinações legais junto ao MEC para oferecer o formato de segunda licenciatura, como titulação do corpo docente, estrutura da faculdade, materiais didáticos etc.

Então, procure se informar com o Ministério da Educação como a sua IES pode oferecer esse tipo de formação complementar que pode trazer inúmeros benefícios aos futuros alunos.

Estrutura para ofertar a modalidade a distância

A maioria dos estudantes de segunda graduação são pessoas que trabalham em um ou mais espaços de trabalho, mas que procuram uma formação complementar para aumentar o conhecimento e melhores opções de trabalho. 

A segunda licenciatura na modalidade EAD permite:

  • Menor carga horária;
  • Aproveitamento de disciplinas já cursadas anteriormente;
  • Menos horas de estágio obrigatório (se houver comprovação da docência);
  • E o principal: a flexibilidade de horários, onde o aluno faz sua própria rotina, podendo estudar quando e onde quiser, sem ter que se prender a sala de aula presencial.

Levando esses pontos em conta, a modalidade EAD tende a ser bem procurada por esse público. Então, ofertar a segunda licenciatura na sua IES através da Educação a Distância é uma oportunidade excelente de atrair os discentes para sua universidade.

Boa estrutura de avaliação

Pegando o gancho da modalidade EAD, possivelmente os estudantes das segundas licenciaturas têm um tempo mais corrido, o que demanda uma estrutura de avaliação de acordo com essas necessidades.

E, pensando no fato de que esses profissionais já passam muito tempo trabalhando em outros horários, é interessante oferecer a eles um sistema de avaliação mais prático, inovador e os mantenha motivados pela aprendizagem.

Principais dúvidas sobre segunda licenciatura

Algumas questões envolvem este tema. Veja algumas delas e suas respostas:

Segunda licenciatura vale para concurso?

Sim, com certeza. Isso porque o próprio MEC considera essa formação especial como um título oficial e formal, o que significa que ele é válido em concursos, na famosa prova de títulos.

Logo, a segunda graduação vale para concurso público, e se essa era sua dúvida, pode começar agora mesmo seus estudos para atuar na carreira pública.

Qual a duração da segunda licenciatura?

A segunda licenciatura tem uma duração variável, mas de forma geral, é bem mais curta que uma graduação tradicional, levando em média de 1 ano até 1 ano e meio para conclusão.

O MEC determina que esse segundo curso tenha uma matriz curricular de 800 a 1.200 horas, porém, isso vai depender muito da equivalência entre o primeiro e segundo curso do estudante.

Se ele é formado em Química, que é uma matéria de Exatas, por exemplo, e quer cursar uma segunda graduação em Pedagogia, o tempo será maior, já que são áreas diferentes.

Já se o mesmo egresso quiser fazer uma outra licenciatura em Física, por exemplo, essa carga horária será mais curta, pois Química e Física pertencem a mesma área do Conhecimento.

Por que fazer uma segunda licenciatura?

Fazer uma segunda licenciatura proporciona uma série de vantagens para o profissional. Entre elas:

  • Menos custos: com as aulas otimizadas e a diminuição das horas, o custo também é reduzido. Aliás, essa diferença fica mais acentuada se for um curso EAD que, além de ter o mesmo valor que o presencial, ainda confere o mesmo aprendizado.
  • Praticidade: Como o estudante já tem mais maturidade e já é acostumado com a rotina de curso superior, a segunda licenciatura é mais prática e direta.
  • Complementa a formação inicial: a educação é um mercado que sempre está inovando, por isso adquirir nosso conhecimento nunca é demais. Ademais, ficar centrado apenas nas teorias do curso inicial de formação pode prejudicar a conquista de novas habilidades, como por exemplo, a abordagem multidisciplinar, bem como as metodologias ativas da atualidade.
  • Aumenta as chances de novas oportunidades: essa é uma das melhores vantagens da segunda licenciatura, já que permite que o educador obtenha um novo diploma que o coloque à frente de novas oportunidades em concursos públicos e demais instituições.
  • Regularização: oferece a chance de os profissionais que atuam em uma disciplina diferente da formação, possam se licenciar na matéria que realmente trabalham, regularizando a situação com a unidade de ensino e o que determina o MEC.

Conte com a tecnologia Prova Fácil para oferecer a segunda licenciatura

Prova-Fácil-Segunda-Licenciatura

Como vimos, a segunda graduação tem o intuito de oferecer uma nova formação a quem já é licenciado, ou seja, para as pessoas que podem lecionar. Usualmente preferida por professores, ela oportuniza melhores chances de aumento de renda e melhores oportunidades de trabalho.

Além disso, por ser um curso mais rápido, tende a ser procurado por profissionais que desejam ensinar mais de uma matéria e assim acrescentar o campo de atuação e a renda.

Devido a isso, a modalidade EAD é uma boa opção para a oferta desse tipo de curso, pois facilita a absorção dos saberes com o tempo reduzido em razão da correria do dia a dia.

Então, conheça as soluções que o Prova Fácil oferece à sua Instituição de ensino Superior e descubra como podemos ajudar na implantação da segunda licenciatura!

Leve a Prova Fácil para a sua Instituição