Como o feedback é essencial para melhorar o aprendizado

8 de dezembro de 2020
feedback

O aprendizado não é um processo linear e, ao contrário do senso comum, ele se beneficia de erros. Para aprender com nossas falhas precisamos aprender a receber feedback, e isso começa na educação básica.

“Quem nunca errou, nunca experimentou nada novo” – Albert Einstein

O feedback é um comentário sobre o trabalho do aluno, deve ser individualizado para melhor acomodar as necessidades de cada um. 

Com essa atenção à necessidade do aluno, é possível trabalhar com objetivos educacionais em níveis mais altos com mais facilidade. Neste artigo, vamos falar sobre como o feedback pode transformar o processo de aprendizado.

A mentalidade do processo avaliativo tradicional

O processo de aprendizado deve valorizar oportunidades formativas com impacto duradouro, levando o aluno a aprender novas informações. 

As avaliações como conhecemos podem contribuir para esse processo. Elas fazem parte de algo maior no aprendizado que simplesmente fazer uma prova e receber uma nota.

Mais que um “10” significar sucesso, ou uma nota baixa ser associada ao fracasso, as avaliações tradicionais podem trazer dados mais completos e diagnósticos importantes que podem ser utilizados como guias no processo de aprendizagem. 

Mudanças estruturais na abordagem pedagógica podem ser feitas através do processo avaliativo, para principalmente se combinados com práticas que mostrem aos alunos no que obteve êxito ou no que ele pode melhorar. Através da inclusão desses feedbacks construtivos na rotina escolar e combinado com as avaliações, são muitos os ganhos a serem conquistados.

Aprendizado baseado em feedback

Um sistema de aprendizado orientado por feedback  pode ser implementado por qualquer professor. Ele serve como um complemento da nota, mostrando um pouco de subjetividade para a avaliação.

Somado ao sistema avaliativo que conhecemos, o feedback pode ser usado pelo professor. O docente, porém, também tem a opção de implementar uma outra prática, a de feedback entre pares, em que essa responsabilidade cabe aos colegas de turma. 

Ele pode ser implementado de forma anônima ou direta. Quando os alunos são avaliados por seus colegas eles acabam se preocupando muito mais com o resultado do seu trabalho, e isso serve como ferramenta de engajamento. 

Quais são os benefícios do feedback para o desenvolvimento dos estudantes?

Há uma série de benefícios para o processo de aprendizado quando os professores aplicam a prática de feedback para atividades avaliativas. Um feedback rápido e de alta qualidade envolve e motiva profundamente os alunos. 

Ademais, é uma forma de tornar visível o conteúdo que o aluno está aprendendo e mostra como melhorar em seguida. 

É uma ferramenta muito importante, pois ajuda na construção de conhecimento, mas também lida com os sentimentos em relação ao que está sendo estudado e de que forma está recebendo críticas ou elogios.

Além disso, o feedback entre colegas é usado para promover o diálogo e a colaboração na sala de aula.

Como dar um feedback efetivo?

O feedback é uma ferramenta para melhorar o aprendizado que é muito útil, porém se feito de forma errada, pode não ser efetivo ou, até mesmo, prejudicar o aprendizado.

O tipo mais eficaz é altamente personalizado e relevante para a disciplina que está sendo avaliada.

Alguns pontos importantes para montar seu feedback:

Orientado a objetivos 

Ao oferecê-lo vincule seus comentários aos critérios avaliativos que foram estabelecidos no início da atividade. Ajude o aluno a entender o que faltou e como estão em relação aos objetivos da tarefa.

Priorizado

Ele deve focar nas áreas que terão o maior impacto no aprendizado. Não é bom fornecer feedback sobre todos os aspectos do trabalho do aluno, pois dificulta a internalização do que é realmente importante. 

Acionável

O feedback deve ser específico, o aluno precisa saber o que tem que fazer para melhorar. Por isso, os comentários devem descrever claramente sucessos e deficiências e mostrar exemplos no trabalho do aluno. 

Amigo do aluno

Para ajudar na aceitação do feedback pelo aluno, fale como uma pessoa que está procurando entender o que o aluno escreveu. Adote um tom encorajador e positivo e use uma linguagem clara e simples.

Contínuo, consistente e oportuno

Isso significa que os alunos precisam de amplas oportunidades para usar o feedback e que o feedback deve ser preciso, confiável e estável. Quando o feedback não é oportuno, os alunos ficam desinteressados ​​e desmotivados. É importante criar práticas regulares de feedback.

feedback

Dar feedback no ensino híbrido

Como a sala de aula está migrando para modelos híbridos de ensino, e os professores, muitas vezes, não têm contato pessoal com os alunos o tempo todo é importante entender e dar feedbacks efetivos usando a tecnologia.

Saiba mais sobre o ensino híbrido: Ensino Híbrido: o que você precisa saber em 2020

Listamos algumas maneiras de incorporar o feedback na sua rotina de sala híbrida:

1- Comentários: Muitas tarefas são conduzidas inteiramente de modo virtual. Assim, usando o Google Docs, o professor pode dar feedbacks por meio de comentários nas partes que acha necessário. Dessa forma, o aluno sabe exatamente o que não está de acordo com a expectativa. 

2- Áudio: Como muitas vezes pode ser difícil se expressar somente com texto, uma prática que pode ser adotada é o envio de áudios. Neles os professores podem racionalizar a avaliação e passar mais rapidamente os pontos a melhorar.

3- Compartilhamento de tela: Para professores que são mais digitais, é possível gravar um vídeo da tela do computador, usando áudio e vídeo para explicar o feedback, usando o trabalho ou outro recurso visual como referência.

Conclusão

Dessa forma, é nítido o quando o feedback pode agregar no processo de ensino aprendizagem. Por isso, é importante que os docentes aprendam a conduzi-lo de maneira personalizada e branda, a fim de potencializar o conhecimento dos alunos.