Reconhecimento facial no vestibular: entenda como este recurso pode tornar suas provas ainda mais seguras

28 de maio de 2021

Com a tecnologia de reconhecimento facial, você adiciona uma camada extra de segurança ao vestibular, bem como a todas as avaliações futuras.

O segmento da educação vem passando por uma série de mudanças nos últimos anos, com uma demanda crescente pela transformação digital. Isso trouxe ainda mais espaço para os processos seletivos online, e o reconhecimento facial no vestibular se coloca como um dos principais recursos para o seu sucesso.

Com a dificuldade de fazer processos seletivos presenciais, que não se colocam como uma alternativa segura em tempos de pandemia, as provas online surgem como a melhor opção possível para permitir a captação de alunos mesmo em meio a um cenário tão peculiar.

Um levantamento da Educa Insights, em parceria com a Abmes, mostrou que o número de estudantes universitários que querem adiar o início do ensino superior para o 2º semestre de 2021 passou de 24% em novembro de 2020 para 38% em janeiro de 2021.

Os números da COVID-19 e a incerteza em relação à imunização são pontos que pesam bastante nessa decisão. Felizmente, o EAD se coloca como uma alternativa segura e viável, e isso faz com que as instituições precisem se adaptar em tempo recorde para que a captação de alunos seja a maior possível.

Nos acompanhe para entender como a identificação facial no vestibular é um recurso indispensável para a sua IES, capaz de trazer a segurança necessária e, além disso, mostrar uma excelente primeira impressão a todos os candidatos.

O que é e como funciona o reconhecimento facial no vestibular?

A tecnologia de reconhecimento facial no vestibular funciona exatamente como seu nome sugere: durante a realização da prova, a câmera do computador ou notebook reconhece o rosto do aluno, de modo a comprovar que ele mesmo está fazendo aquela avaliação.

O acesso para a realização da prova só é liberado se o próprio aluno tiver sua imagem capturada pela câmera. Caso contrário, a avaliação não pode ser realizada.

Podemos comparar o recurso com o reconhecimento facial que existe em alguns modelos de celular, por exemplo. O acesso só é liberado caso o rosto ou a íris detectados pela câmera e por seu conjunto de sensores for o mesmo que foi cadastrado naquele aparelho.

Outro bom exemplo é a tecnologia de reconhecimento de impressão digital presente em várias atividades do dia a dia, dos próprios smartphones aos caixas eletrônicos. Embora os sensores e a leitura ocorram de maneira diferente, o funcionamento é parecido.

Quais benefícios a tecnologia de reconhecimento facial traz às instituições?

As instituições de ensino superior têm muito a ganhar com o reconhecimento facial no vestibular, recurso que continuará trazendo vantagens muito depois dos processos seletivos. Alguns que se destacam são os seguintes:

Oferta de maior flexibilidade aos alunos

Com o reconhecimento facial, os alunos podem fazer suas provas a qualquer hora do dia agendado, sem a necessidade de ter um professor-tutor que fiscalize a aplicação.

Com isso, a instituição pode ter muito mais flexibilidade na oferta de dias e horários do processo seletivo, o que abre várias possibilidades aos alunos e pode aumentar sua captação.

Confira também: Vestibular online flexível: por que sua instituição de ensino precisa oferecer essa facilidade aos candidatos

Maior flexibilidade para a própria instituição

A própria IES também ganha em praticidade e conforto. Sem a necessidade de ter um professor-tutor para fiscalizar a aplicação, ela pode obter uma economia significativa, além de permitir que tais profissionais possam trabalhar em outras atividades do processo de ensino-aprendizagem.

Captação de alunos mais criteriosa

Na captação de alunos, o objetivo é ter os melhores estudando em sua instituição, além das outras finalidades dos processos seletivos, como a concessão de bolsas de estudo e descontos, por exemplo.

Com a identificação social e sua segurança, a instituição saberá que quem se inscreveu realmente foi quem fez a prova, o que ainda ajuda a evitar fraudes e outros problemas do tipo.

Leia também: Como evitar cola durante as provas? Veja 4 dicas!

Maior credibilidade e seriedade desde o primeiro momento

A evasão escolar na pandemia pode se transformar em um grande problema para as instituições de ensino superior, bem como a captação de alunos, já que o momento faz com que muitos prefiram esperar para começar, enquanto outros podem ter que esperar mais algum tempo até que se reorganizem financeiramente.

Mesmo com esses complicadores, ainda há alunos que querem começar a estudar o quanto antes, os quais geralmente comparam as opções em busca da IES que melhor atenda ao que procuram.

Ao oferecer o reconhecimento facial no vestibular, os candidatos perceberão que aquela instituição se preocupa com a segurança e a credibilidade desde o primeiro contato, o que é um indicativo de que a IES se porta de maneira profissional e responsável também em relação aos outros processos.

No final das contas, este pode ser um diferencial competitivo bem importante, capaz de fazer com que vários candidatos prefiram a sua instituição do que as concorrentes.

Segurança além dos vestibulares

Embora a tecnologia de reconhecimento facial seja uma ótima alternativa para processos seletivos, ela pode ser usada também em outras avaliações durante os cursos, sejam eles na modalidade EAD ou presencial. Assim, a segurança e a confiança sempre estarão em ótimas mãos.

Apenas o reconhecimento facial basta para um vestibular online seguro?

Não. Este é um elemento muito importante, mas que deve estar disponível em meio a uma série de outros recursos e funcionalidades pensadas na segurança.

Um sistema de gestão de provas garante a segurança dos dados e provas na sua instituição. Ele é desenvolvido especialmente para este fim, com recursos que facilitam muito todo o processo avaliativo.

Ele conta com funcionalidades como protocolo HTTPS, senhas criptografadas, SSO (Single Sign-On), Captcha, servidores na nuvem e integração com diferentes linguagens de programação, além de funcionar em um browser travado, que evita colas e acessos a outros programas e aplicações.

Além da segurança, a instituição pode ter provas diagramadas automaticamente, com questões extraídas de um banco que facilita bastante o trabalho do professor e de todos os envolvidos. As questões ainda podem ser corrigidas automaticamente, com uma divulgação muito mais rápida dos resultados do vestibular.

Para ter tudo isso e muito mais em sua instituição de ensino, conte com o novo Prova Fácil Processo de Seleção, uma solução completa para quem deseja ter vestibulares e processos seletivos com excelência, capazes de proporcionar uma experiência muito mais segura e confortável aos usuários.

Passe a oferecer o reconhecimento facial no vestibular, além de todas as outras possibilidades trazidas pelo Prova Fácil Processo de Seleção, e leve sua IES a outro nível, o que será ótimo para se diferenciar e destacar perante a concorrência!

Fale com um dos nossos especialistas